Cultura, Póvoa de Lanhoso

Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso leva “O Natal da Toupeira Carlota” aos mais pequenos

Apresentacao o Natal da toupeira Carlota 3O importante do Natal não é o pinheirinho, mas sim o podermos estar com quem amamos, a família e amigos. Esta é a mensagem principal da peça “O Natal da Toupeira Carlota” que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso está a levar até crianças do pré-escolar e do primeiro ciclo do Concelho. A receção tem sido calorosa.

No final, a história da senhora escava-túneis e da sua filha Carlota deverá chegar até bem perto de 850 crianças, com idades entre os três e os nove ou dez. Este texto, adaptado por Maíra Ribeiro, apresenta ainda como personagens um esquilo resmungão e um quebra-nozes e termina com uma pequena canção de Natal e uma chuva mágica…

Trata-se de um trabalho articulado entre o Pelouro da Cultura da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e o SABE – Serviço de Apoio às Bibliotecas Escolares, com o objetivo de incentivar à leitura e ao contacto com o livro. A responsabilidade desta encenação é dos serviços educativos da Biblioteca Infantil e do Theatro Club, que também produziram os adereços.

Na manhã de 17 de dezembro, as atrizes Cláudia e Inês estiveram na EB1/JI da Póvoa de Lanhoso e no Centro Escolar António Lopes (CEAL). Manuela Neves, educadora CEAL, comentava no final: “Eles estiveram tão, atentos, não fizeram barulho, é sinal de que eles estavam a gostar da atividade”. A esta sessão assistiram cerca de 75 crianças com idades entre os três e os cinco anos. “Trabalhamos muito a família, a amizade, o amor. Este ano estamos a trabalhar muito os valores, as regras de comportamento e acho que eles percebem perfeitamente essa mensagem”, refere esta educadora, para quem “o teatro é uma atividade de excelência para a formação das crianças, a todos os níveis”.

O Vereador para a Cultura da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Armando Fernandes, também assistiu a esta sessão. “O Pelouro da Cultura criou os seus próprios serviços educativos com o intuito de promover aquilo que de melhor temos junto da comunidade escolar, como seja o nosso património, as nossas tradições, a nossa história… Os serviços educativos da Biblioteca Infantil, porque têm como público alvo os mais novos, trabalham muito a promoção da leitura e do livro. E o trabalho que tem sido desenvolvido pelas nossas técnicas Cláudia Oliveira e Inês Matos tem sido fantástico”, considera. De acordo com este responsável, “estas leituras encenadas têm sempre por trás uma forte mensagem. Neste caso em concreto, temos uma mensagem de Natal associada à família. São histórias que penetram muito bem nos mais pequeninos. Eles envolvem-se e, no final, sentem vontade de fazer a comparação com a sua própria história de vida. E isso é muito educativo”. Armando Fernandes revela ainda: “Criámos recentemente, também, os serviços educativos do Centro Interpretativo Maria da Maria da Fonte. Queremos que as crianças do nosso concelho passem por cá, que tomem contacto com esse espaço e fiquem conhecedoras da história da nossa heroína”.   

Esta história já chegou ou ainda vai chegar a todas as crianças dos Jardins de Infância de Agrupamento da Póvoa de Lanhoso. No caso do Agrupamento de Escolas Gonçalo Sampaio, destina-se aos Jardins de Infância e aos alunos do primeiro ciclo. Vai ainda abranger utentes da Santa Casa da Misericórdia da Póvoa de Lanhoso – crianças e seniores (do Lar de São José), em sessões agendadas para a próxima terça-feira, dia 22 de dezembro.

Só no ano letivo 2014/2015, foram cinco os textos que foram encenados, pelos Serviços Educativos da Biblioteca Infantil, por vezes, em colaboração com o Theatro Club, e que circularam junto do público de pré-escolar e primeiro ciclo do concelho. “A Fada Palavrinha e o Gigante das Bibliotecas”; “A Noite de Natal”; “Queres Namorar Comigo?”; “Não faz mal ser diferente”; e “O Coelhinho Branco”. No presente ano letivo, “O Grilo Verde” também já visitou as crianças do pré-escolar.

Câmara Municipal leva “O Natal da Toupeira Carlota” aos mais pequenos

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *