Economia, Viana do Castelo

Viana do Castelo assinalou Dia do Microempresário

micro4A Câmara Municipal de Viana do Castelo, a Associação Nacional do Direito ao Crédito (ANDC) e a Caixa Agrícola do Noroeste promoveram ontem, Dia do Microempresário, dois encontros de debate e de reflexão, tendo como mote “Microempreendedorismo e Território – desafios aos parceiros”. A iniciativa foi o ponto alto da primeira edição da Semana do Microcrédito, uma data que pretende reconhecer a importância do microcrédito e do microempreendedorismo no combate ao desemprego e à exclusão social e financeira.

O fórum aberto a experiências de boas práticas a partilhar com outros territórios, foi seguido de uma reunião de trabalho da parte da tarde com os parceiros com maior intervenção nas dinâmicas de apoio ao microempreendedorismo no Alto Minho. Este evento, que contou com a participação crucial de diversas entidades e atores, assim como de alguns microempresários que expuseram as suas experiências pessoais, é o culminar da Semana do Microcrédito, cujo objetivo foi dar visibilidade aos pequenos negócios e convidar as pessoas a visitarem essas iniciativas e a conhecerem melhor os seus atores, ou seja, os próprios microempresários.

A Câmara Municipal de Viana do Castelo, consciente da importância do seu apoio ao empreendedorismo criou, em 2010, na sequência da assinatura de um protocolo de cooperação com a ANDC, o Gabinete de Apoio ao Microempresário que se tem vindo a revelar uma aposta ganha, dado número de microempresas que têm sido criadas nestes últimos anos, quer através de fundos próprios da autarquia (MVCFinicia), quer através da mediação, realizados em parceira com a ANDC, de processos específicos de microcrédito.

Com a Câmara Municipal de Viana do Castelo, foi já viabilizado o financiamento de 117.241,00 €, em 13 projetos só nos últimos dois anos e meio, quase um quarto do total de projetos apoiados no Alto Minho via ANDC, desde a sua fundação em Dezembro de 1998. Destes 13 empresários, estão em plena atividade 12, o que também demonstra a força que tem o acompanhamento empenhado da ANDC e o esporádico da CMVC (sempre que solicitado pela ANDC) à atividade dos empresários, durante o período de amortização do empréstimo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *