Cultura, Marinha Grande

Quando o vidro laminado é transformado em arte – Marinha Grande

ExposicaoJavierGomez_inauguracao1O trabalho de Javier Gómez, o mais conceituado artista plástico espanhol a utilizar o vidro laminado como material plástico e artístico, pode ser visto na exposição “Retrospetiva”, que está patente no Núcleo de Arte Contemporânea do Museu do Vidro (NAC), situado no Edifício da Resinagem, na Praça Guilherme Stephens, na Marinha Grande, até 13 de março de 2016.

A exposição foi inaugurada no passado dia 31 de outubro, tendo contado com a presença do presidente da Câmara, Paulo Vicente; da vereadora da Cultura, Cidália Ferreira; de autarcas; do artista Javier Gómez; de representantes de entidades locais; artistas vidreiros marinhenses e munícipes.

Aquando da sua passagem pela Marinha Grande, para montagem e inauguração da mostra, Javier Gómez, referiu que “esta exposição é muito importante para mim, porque o Museu do Vidro deu-me a oportunidade de apresentar as minhas obras, pela primeira vez, em Portugal”.

“Dado que a Marinha Grande é uma cidade do vidro, pela sua história, é uma satisfação enorme expôr aqui”, tanto mais num local “muito diferente, emblemático” e marcado pelas transparências do próprio edifício, cujo formato é um cubo de vidro.

Apesar de não ter formação académica ao nível das artes plásticas, afirma-se ser um “autodidata, com jeito para as manualidades”, que, em 1986, ficou desperto para o vidro enquanto material plástico, ao ver um folheto com obras feitas com vidro laminado.

Sem recorrer ao trabalho dos mestres vidreiros, trabalha sozinho, no seu ateliê, fazendo uso da transparência e rigidez do vidro laminado, adicionando cor através da mistura de pigmentos numa pasta especial, através de uma técnica que ele próprio desenvolveu.

O resultado, são obras de uma beleza rara, algumas de grande volume, movimento e monumentalidade.

Ao fim de 30 anos de carreira e mais de 800 peças catalogadas, Javier Gómez  confessa que a obra da sua vida “é aquela que está por fazer”, referindo-se aos desafios que impõe à sua criatividade em cada obra que desenvolve e que objetiva que, assim concluída, “fale por si própria e possa ser contemplada pelos outros”.

Contudo, ambiciona ter algumas das suas esculturas expostas em locais públicos, para que um ainda maior número de pessoas possa ter acesso à sua arte, em vidro laminado, que diz ser inquebrável.

“Retrospetiva” da carreira do mais reconhecido artista espanhol

“Retrospetiva” apresenta um conjunto de esculturas que testemunham a evolução da obra do artista e um percurso artístico de cerca de 30 anos, mais de 200 exposições realizadas e obras presentes em alguns dos melhores museus de vidro do mundo.

Esta mostra dá continuidade ao intercâmbio do Museu do Vidro com a Fundacion Centro Nacional del Vidrio – Museo del Vidrio, de San Ildefonso – La Granja, possibilitando que através da arte vidreira se recrie a identidade dos dois territórios.

Javier Gómez é o mais conhecido e reconhecido artista espanhol, a nível internacional, a utilizar o vidro laminado como material plástico e artístico.

Com uma crescente disciplina e dedicação à investigação plástica como base para as suas esculturas, aproxima-se cada vez mais de um trabalho de criação artística emocional em detrimento da intelectual.

A exposição “Retrospetiva”, de Javier Gómez, poderá ser visitada até 13 de março 2016, de terça-feira a domingo das 10h às 18h00. A entrada é gratuita.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *