Marinha Grande, Sociedade

Governador Do Rotary recebido pelo Município da Marinha Grande

RececaoGovernadorRotary20102015_4O governador do Distrito de 1970 do Rotary Club, António Custódio Vaz, foi recebido na Câmara Municipal da Marinha Grande, no dia 20 de outubro, pelo vice-presidente, Paulo Vicente, e pela vereadora da ação social, Cidália Ferreira.

O governador estava acompanhado da presidente do Rotary da Marinha Grande, Anabela Saraiva, e de outros companheiros rotários da Marinha Grande e Oliveira de Azeméis.

Na sessão de boas-vindas, que teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, o vice-presidente da Câmara, Paulo Vicente, lembrou que a responsabilidade social inerente ao movimento Rotário “é uma missão que nos cumpre a todos, em primeiro lugar, enquanto Cidadãos do Mundo, cumprindo-nos o dever de não apenas preservar o legado histórico e social que nos foi deixado pelas gerações que nos antecederam, como o de promover o desenvolvimento e o bem-estar para as gerações presentes, bem como assegurar que para as gerações futuras deixaremos um mundo melhor”.

Além disso, “enquanto Profissionais, e Líderes locais, nas Instituições públicas e particulares, políticas e sociais, temos uma responsabilidade acrescida, o dever de em tudo e por todos os meios, dar um contributo válido para a erradicação daquelas situações que mais colocam em causa a dignidade de toda e qualquer Pessoa”.

O reconhecimento público do papel social do Rotary Club da Marinha Grande levou a que, no ano rotário 2004-2005, fosse erigido “o Monumento que perpetua na nossa memória coletiva o vosso testemunho de dedicação e serviço às causas públicas, dando assim vida ao lema rotário «dar de si antes de pensar em si»!”, recordou.

Paulo Vicente deixou o compromisso da Câmara Municipal, em parceria com uma empresa local, proceder à remodelação da iluminação interior do monumento. Com esta iniciativa, “fazemos também votos de que os Rotários da Marinha Grande possam ser, ainda mais, uma luz que ilumina, com a sua generosidade e dedicação, os lugares onde a escuridão, da pobreza e da exclusão social, se instalou”.

Paulo Vicente concluiu que “esta Autarquia estará sempre ao dispor para colaborar com o Rotary Club do Distrito 1970 na prossecução da sua missão, particularmente em favor dos que na nossa Comunidade local mais necessitam do apoio social e humanitário”.

O governador do Distrito 1970 agradeceu a “forma muito generosa de nos acolherem”, evocando a importância que deve ser dada “aos afetos e à humanização”. Recordando o lema do rotário “dar de si antes de pensar em si”, referiu que este é também o intuito “da ação dos Municípios uma vez que o que fazem é servir as populações”.

António Vaz fez alusão ao tema internacional do Rotary Club, “Seja um Presente para o Mundo”, na medida em que em todas as ações do dia-a-dia devem estar concentradas esforços para uma maior humanização.

Após a cerimónia no Salão Nobre, a visita oficial prosseguiu com a passagem pelo Museu do Vidro, Estúdio Poeiras Glass e Marco Rotário.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *