Mangualde, Sociedade

Mangualde assinalou o Dia Municipal para a Igualdade

Dia da Igualdade 1A Câmara Municipal de Mangualde assinalou ontem (dia 26 de outubro) pela manhã as comemorações do Dia Municipal para a Igualdade, junto de meia centena de alunos do 1º Ciclo do Ensino Básico. O momento contou com a presença da Vereadora da Ação Social da autarquia mangualdense, Maria José Coelho. A ação, que decorreu na Escola Gomes Eanes de Azurara, consistiu na sensibilização das turmas 2º D e 3º D para a questão da igualdade de género e foi dinamizada pela Drª Elisabete Nunes de Sousa da ACCIG.

 

“TEMOS HOJE A CERTEZA QUE ESTA TEMÁTICA

TEM QUE COMEÇAR NESTA FAIXA ETÁRIA” – Maria José Coelho

“Hoje o dia da Igualdade teve um significado diferente em parceria com a ACCIG que está novamente a desenvolver ações com o Município” sublinhou a vereadora no arranque da sessão. Não foram abordadas as temáticas que estão normalmente associadas a estes temas, como as diversas formas de violência (doméstica, conjugal, contra os idosos, no namoro, o bullying, etc.). O objetivo foi detetar como as crianças, de 7 e 8 anos, reagem à temática Igualdade de Género. “Foi uma sessão surpreendente, de abordagem simples e lúdica, que resultou e surpreendeu pela positiva. A brincar, afinal, também se aprende. Os objetivos foram conseguidos. Temos hoje  a certeza que esta temática tem que começar nesta faixa etária ou mais cedo, ainda no pré-escolar. Ensinar que a igualdade ou as desigualdades de que falamos não são físicas ou biológicas, mas sim a desconstrução de estereótipos, o uso de uma linguagem inclusiva, o respeito, a interajuda, a amizade, são fundamentais em grupo ou na família”, referiu ainda Maria José Coelho.

 

O Dia Municipal para a Igualdade, que se assinala a 24 de outubro, nasceu no âmbito da Campanha Igualdade é Desenvolvimento, promovida pela Animar desde 2010, data a partir da qual tem vindo a ser celebrado por organizações da Animar e suas parceiras, contando já com o envolvimento de mais de um milhar de pessoas, uma centena de organizações e cerca de trinta municípios. Com esta iniciativa pretende-se mobilizar e sensibilizar a sociedade portuguesa para a importância da Igualdade de Oportunidades, com enfoque no género, enquanto efetivas violações dos mais elementares Direitos Humanos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *