Sociedade, Vila do Bispo

O melhor festival das aves e natureza de sempre em Vila do Bispo

_001_Carla SalvadorO VI Festival de Observação de Aves & Atividades de Natureza, que decorreu entre 1 e 4 de outubro, em Sagres, no concelho de Vila do Bispo, atraiu mais de 1000 participantes, provenientes de 20 países. Foram observadas 150 espécies de aves diferentes, um recorde face às edições anteriores. Este ano as aves não foram as únicas estrelas do evento. Foi unânime que esta edição foi particularmente especial para a observação de cetáceos. 

O maior evento de natureza do país, promovido pela Câmara Municipal de Vila do Bispo, pela Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves e pela Associação Almargem, excedeu as expetativas. Participaram nas 215 atividades, 1009 pessoas, provenientes de Portugal, Espanha, Reino Unido, Estados Unidos da América, Suécia, Rússia, Alemanha, Holanda, França, Noruega, Suíça, Dinamarca, Polónia, Bélgica, Itália, Austrália, África do Sul, República Checa, Irlanda e Bielorrússia.

Entre as espécies observadas que causaram mais êxtase entre os participantes, encontram-se a pardela-de-barrete, pardela-balear, painho-de-wilson, gaivota-de-sabine, o bufo-real, um elevado número de sombrias, uma espécie que tem apresentado um forte decréscimo nas suas populações e uma grande variedade de rapinas, como a águia-de-bonelli e a águia-calçada.

Para além das aves, foram observadas diversas espécies de borboletas, libélulas e libelinhas. Este ano as viagens de barco foram o ponto alto, onde para além das espécies de aves marinhas foram ainda observadas espécies de outros grupos que fizeram as delícias dos participantes, como: golfinho-comum, golfinho-roaz, baleia-anã, boto, tubarão-martelo, tubarão-azul, peixe-lua, peixe-voador e a tartaruga-de-couro.

Esta edição trouxe várias novidades, que foram muito bem recebidas pelos participantes. O comboio turístico que fazia a ligação entre os vários locais das atividades, a sinalética com indicação do evento instalada ao longo da EN125 desde Lagos até Sagres e o kit lanche, foram algumas delas. Um apoio do Intermarché, que se revelou uma mais-valia para uma ampla divulgação do evento a nível local. Sessões de relaxamento e yoga e passeios culturais foram também outras novidades da edição deste ano.

Destaca-se ainda a atividade de voluntariado com o objetivo de remover chorão, uma espécie invasora, que teve como resultado 90 sacos de chorão num total de 2.900kg que foram recolhidos no âmbito do projeto LIFE Charcos e que serão tratados pela Algar.

Esta edição voltou a contar com a preciosa colaboração da Associação de Turismo do Algarve que voltou a organizar uma Press/Fam trip com um total de 10 jornalistas e operadores turísticos especializados em Birdwatching e Turismo de Natureza, sendo uma ação que pretende dar a conhecer locais e valores naturais da região e, assim, estimular o crescimento de formas de turismo alternativos ou complementares ao Sol & Praia.

O Presidente da Câmara de Vila do Bispo, Adelino Soares, agradece a todos os parceiros que aderiram a esta iniciativa, pois são eles que contribuem para o enorme sucesso do evento. O edil acredita que a aposta na divulgação internacional do Festival irá permitir uma maior projeção do evento e que o mesmo constituirá uma referência nacional e internacional do Turismo de Natureza. O autarca refere, ainda, que esta iniciativa já é uma aposta ganha no âmbito do Turismo da Natureza e que o mesmo constitui um meio de combater a sazonalidade e consequentemente para o melhoramento da economia local.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *