Cultura, Póvoa de Varzim

Já arrancou o Festival de Teatro na Póvoa de Varzim

Já arrancou o Festival de TeatroComeçou no dia 23, no Cine-Teatro Garrett, VI edição do Festival Internacional de Teatro, É-Aqui-in-Ócio, organizado pelo Varazim Teatro em parceria com a Câmara Municipal.

“Kassa” foi a primeira peça apresentada por Elefanta Elegante, companhia vinda da Corunha (Espanha).

O Vice-Presidente e Vereador da Câmara Municipal, Luís Diamantino, esteve presente na sessão de abertura do Festival. Veja a fotogaleria.

O É-Aqui-in-Ócio vai também incluir cinema na sua programação, sendo que os filmes habitualmente exibidos pelo Cineclube Octopus, às quintas-feiras, no Garrett, serão apresentados no âmbito do Festival.

O teatro volta ao palco do Garrett na sexta-feira, dia 25, às 22h00, pela Companhia A Barraca, de Lisboa, que irá apresentar “Hoje é o Dia… Excertos da Vida de um Esfomeado”. Trata-se de “um monólogo, que apresenta um homem em crise. Revolucionário ou oportunista? Louco ou visionário? Em estado de profunda carência física, social e psicológica o Homem não vê mais saída que tomar o destino nas próprias mãos”.

No dia 26 de setembro, sábado, o Varazim Teatro completa 18 anos de atividade como associação cultural.

Uma das iniciativas a marcar o aniversário acontece às 16h00, no Museu Municipal: a inauguração de uma exposição e lançamento de um livro de José Caldas.

“Só se Eu Quiser” é título da peça que será apresentada , às 22h00. O espetáculo, da responsabilidade da TEatroensaio, companhia vinda do Porto, apresenta um doente em fase terminal que vê as suas capacidades físicas a desaparecer enquanto mantém a lucidez. Em relação direta com o público vai explorando os temas da doença, incapacidade, solidão, relações familiares e a existência. Um monólogo para um ator, Valdemar Santos, monólogo esse que não revela uma visão confortante do tema, mas antes a apresentação nua e crua da fragilidade humana e da sua perversidade.

Também vinda do Porto, a companhia Quinta Parede irá apresentar um espetáculo teatral sobre o medo para crianças a partir dos 4 anos, adolescentes e adultos, intitulado “O Medo Azul”. A partir do conto “Barba Azul” de Charles Perrault, a peça subirá ao palco do Garrett nodomingo, 27 de setembro, às 17h00.

O Festival prossegue na quinta-feira, 1 de outubro, com mais uma sessão de cinema, às21h45, desta vez realizado em Portugal, por Miguel Gomes, “As Mil e Uma Noites Vol.1 – O Inquieto” (2014). Num país europeu em crise, Portugal, um realizador propõe-se a construir ficções a partir da miserável realidade onde está inserido. Mas, incapaz de descobrir um sentido para o seu trabalho, foge cobardemente, dando o seu lugar à bela Xerazade. Ela precisará de ânimo e coragem para não aborrecer o Rei com as tristes histórias desse país! Com o passar das noites, a inquietude dá lugar à desolação e a desolação ao encantamento. Por isso, Xerazade organiza as histórias que conta ao Rei em três volumes.

A 2 de outubro, sexta-feira, pelas 22h00, será apresentada a peça “Misterman” de Enda Walsh, com encenação e interpretação de Elmano Sancho, que com “Misterman” venceu o Prémio para Melhor Ator de 2014, atribuído pela Sociedade Portuguesa de Autores.

O núcleo emocional de “Misterman”, de Enda Walsh, é a solidão. Thomas é um ser humano que está completamente só. Os rituais banais da sua vida diária acontecem numa solidão quase impenetrável, agravada pela sua consciência aguda das outras vidas que continuam indiferentes, ao seu redor. Neste vazio, a imaginação e a fantasia religiosa oferecem um significado, um futuro e um sentimento de pertença, ao mesmo tempo que o conduzem ao abismo. Numa fração de segundos, um menino/homem singular perde-se na teia de uma mente terrivelmente inocente cujo desvio se revela tragicamente insano. O mundo dos sonhos é tão rico que torna a realidade inútil e, ao não conseguir substituir-se à ação, ao real, condena o indivíduo ao isolamento e à morte.

No dia 3 de outubro, sábado, às 22h00, a Companhia do Chapitô vai apresentar “Dr. Jekyll & Mr. Hyde”. A versão da Companhia do Chapitô da fantasia sombria e psicológica de Robert Louis Stevenson é sobre a luta entre o bem e o mal, o dever e a tentação, e sobre a forma como o responsável Dr. Jeckyll combate o diabólico Mr. Hyde numa experiência horrenda que corre terrivelmente mal.

“Dr. Jekyll and Mr. Hyde” apresenta-nos um cientista interessado nos impulsos que levam os seres humanos a cometerem o bem e o mal. Dr Jekyll e Mr. Hyde personificam a eterna luta entre esses dois polos tão opostos, mas que ao longo dos tempos eternamente se atraem.

Os bilhetes estão disponíveis para venda no Cine-Teatro Garrett, no horário de funcionamento da bilheteira, das 10h30 às 12h30 e das 15h30 às 17h30 de segunda a sexta, e a partir das 15h30 no dia do espetáculo.

Podem ser efetuadas reservas através do email [email protected] e dos telefones 916 439 009 e 912 420 129.

O valor das entradas é de 7,00€, com desconto para estudantes, reformados, menores de 25 anos e maiores de 65, desempregados, pessoas portadoras de deficiência, grupos de 8 pessoas – 5,00€ e associados do Varazim Teatro – 3,50€.

O espetáculo dia 27 de setembro tem preço único todas as idades no valor de 5,00€.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *