Cultura, Mangualde

Música e património aliados em concerto intimista em Mangualde

DSC_2585No passado domingo, o Solar de Almeidinha, em Mangualde, encheu-se para assistir ao concerto onde Francisco Sales apresentou o seu álbum  ‘Valediction’. No evento marcou presença o Vice-Presidente da Câmara Municipal de Mangualde, Joaquim Patrício.

Dar a conhecer o primeiro trabalho a solo deste guitarrista e proporcionar ao público do território mangualdense novas e diferentes expressões musicais, como é o jazz, e, ao mesmo tempo, valorizar os espaços patrimoniais – como é o Solar de Almeidinha, Monumento de Interesse Publico – dando-os a conhecer e a usufruir às pessoas eram os principais objetivos desta iniciativa. Num ambiente intimista e de entrega total, Francisco Sales fez desfilar os temas do seu CD – Valediction – e brindou a assistência com novos trechos que irão compor o seu próximo trabalho.

Valediction é o nome do primeiro álbum do Francisco Sales, gravado no ano de 2014 (nos “Livingston Studios” em Londres), e marca o início da sua carreira a solo. Sendo a guitarra protagonista da sua música, com efeitos surpreendentes ao utilizar pedais em tempo real e de uma maneira muito original, este é um disco com forte cunho cinematográfico. Francisco Sales, a viver em Londres, integra uma das bandas mais icónicas do mundo da área do acid jazz e tem acompanhado vozes fundamentais deste género de música, com destaque para Chaka Khan.

A iniciativa foi organizada pela Câmara Municipal de Mangualde e contou com a parceria do Solar de Almeidinha e da Associação Bombeiros Voluntários de Mangualde, que cederam o espaço e as cadeiras, respetivamente. A programação cultural está a cargo do Gabinete de Gestão e Programação do Património Cultural da autarquia mangualdense e de Inês Pina, estagiária da Universidade de Coimbra.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *