Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Dois mil Povoenses em passeio a Fátima

Passeio Concelhio a Fatima 2Cerca de duas mil pessoas participaram no Passeio Concelhio a Fátima, que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso dinamizou no passado dia 15 de setembro com a colaboração das Juntas de Freguesia, das paróquias e da população em geral. Os bombeiros voluntários da Póvoa de Lanhoso também deram apoio à comitiva.

A chuva não fez diminuir o entusiasmo das pessoas que participaram, pois a deslocação a Fátima é sempre um momento pelo qual muito anseiam, sendo que, a par da vertente religiosa, existe um saudável convívio, que contribui para a boa disposição reinante.

O Presidente da Câmara Municipal e os seus vereadores marcaram presença. “Sinto-me mais perto da população e, como já estou numa fase de despedida, começo a sentir mais estes momentos, mas estarei sempre presente desde que me convidem e é um orgulho enorme estar entre os Povoenses e entre estes idosos, de quem gosto tanto”, referiu Manuel Baptista, já com alguma nostalgia. “Eu estarei sempre presente, porque o poder a mim não me alterou nada. Continuarei a ser a mesma pessoa, a tentar ajudar as pessoas, mas começa a doer, porque foram já muitos anos que dediquei a este povo maravilhoso e a este concelho. Sinto-me orgulhoso do trabalho que tenho feito ao lado desta gente que é magnífica”, acrescentou.

Como habitualmente, a saída dos perto de 40 autocarros do nosso concelho começou bem cedo, por volta das 7h00, com passagem pelo recinto da feira semanal para recolha dos lanches destinados aos participantes. Após uma paragem para breve descanso numa estação de serviço, o passeio continuou até ao Santuário de Fátima. Durante o caminho, alguns rezaram o terço, de forma individual ou em grupo.

Já no destino, pouco depois das 12h00, a Basílica da Santíssima Trindade acolheu a celebração de uma eucaristia pelo arcipreste da Póvoa de Lanhoso, padre Armindo Gonçalves, coadjuvado por mais cinco párocos: o padre Albino Carneiro, o padre Salvador Mota, o padre Rafael Poças, o padre Luís Fernandes Peixoto e o padre Augusto Baptista. A celebração foi abrilhantada pelo Grupo Coral de São Martinho de Travassos. O executivo municipal, liderado pelo Presidente da Câmara, Manuel Baptista, assim como outros autarcas locais e populações assistiram e participaram nesta missa, em dia que o calendário católico consagra à Nossa Senhora das Dores.

Terminada a cerimónia religiosa, é hora de almoçar. Munidos de guarda-chuvas e farnéis, debaixo dos sobreiros ou nalgum outro recanto, alguns Povoenses optaram por almoçar ao ar livre; outros optaram por ir para locais abrigados que a Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso providenciou para proteger do tempo chuvoso, que acompanhou a comitiva durante todo o dia, com mais ou menos intensidade. Esta foi ainda uma importante forma de as pessoas conviverem e reverem amizades de outras freguesias.

Maria das Dores da Silva, de Ajude, costuma vir a este passeio. “Acho muito bonito. Gosto do convívio de toda a gente”, foi dizendo, afirmando que participa “por ser a Fátima e pelo convívio”. Cristina Carvalho, da Póvoa de Lanhoso, também não costuma faltar. “Venho sempre a este passeio. É o máximo. É o melhor que os nossos Presidentes nos podem dar”. Para esta senhora, a confraternização também é parte importante. “Agora vamos estar por aqui e vamos conviver todos. Se for preciso, cantar e dançar, como é o costume”, referiu no final do almoço. Também da Vila, Flora Alves é outra repetente. “Gosto, é bonito, é muito interessante e ainda mais quando convivemos. O convívio é o mais importante disto tudo”.

Quem vai a Fátima não costuma perder a oportunidade ainda para fazer uma oração na Capelinha das Aparições assim como para comprar lembranças para a família ou amigos e este dia não foi exceção.

A hora do regresso foi deixada ao critério de cada grupo, acontecendo faseadamente. Mesmo assim, em alguns casos houve ainda grande alegria nos autocarros já que houve grupos que aproveitaram para cantar músicas populares, animando e envolvendo até casa os restantes passageiros.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *