Estarreja, Sociedade

Voluntário hoje, guardião da floresta para toda a vida – Estarreja

DSC_0074sSão verdadeiros agentes de proteção civil que percorrem as áreas florestais do concelho com a missão de vigiar, proteger e limpar a floresta. O segundo grupo de voluntários, constituído por 12 jovens, está no terreno desde o dia 3 de agosto. A sensibilização das gerações mais novas é uma das tarefas destes guardiães da floresta.

De segunda a domingo, ininterruptamente entre as 10h e as 16h, e em pleno período crítico de incêndio florestal, estes jovens dedicam-se por inteiro à defesa da floresta desempenhando um conjunto de tarefas imprescindíveis: vigilância móvel em bicicleta, recolha de lixo, deteção e georreferenciação de lixeiras, inventariação e caracterização da rede viária florestal.

Os jovens têm a responsabilidade de alertar as entidades de proteção civil logo que detetem algum incidente, com o objetivo de contribuir para a redução da área ardida e do número de ocorrências no concelho.

 

Alertar a população é defender a floresta

E como uma grande parte dos problemas da floresta tem origem no comportamento inadequado do Homem, a sensibilização da população constitui outra missão importante para a salvaguarda da floresta. O combate pela mudança de mentalidades é um dos principais desafios com que estes jovens se deparam. Este ano quiseram ir mais longe e decidiram promover uma campanha de esclarecimento junto dos mais novos.

“Como forma de aproximação à população, os jovens que integram o projeto tiveram a iniciativa de preparar atividades, por área de intervenção, destinadas ao público infantil”,  explica a coordenadora do projeto, Marisa Machado. As equipas estão a visitar um conjunto de entidades públicas e privadas onde decorrem programas de ocupação de crianças.

O Centro Social e Paroquial São Miguel Fermelã foi uma das instituições que recebeu a visita dos jovens, na última sexta-feira. Rui Oliveira, da equipa Sul, elucida que “a atividade consistiu numa breve explicação sobre alguns cuidados que se deve ter em caso de incêndio e sobre o que devemos, podemos e estamos proibidos quando fazemos uma visita pela floresta. Abordamos também o tema do lixo e a reciclagem e por fim foi feita uma caça ao tesouro”, um jogo pedagógico idealizado pelos voluntários sobre os temas abordados na sessão.

Noutros locais, algumas crianças juntaram-se ao projeto e ajudaram os voluntários a recolher lixo e a fazer vigilância móvel. A sensibilização continua durante esta terça-feira, quarta é dia de recolha de lixo e na quinta-feira os voluntários ficarão a conhecer a zona natural do BioRia.

 

Jovens mais conscientes e responsáveis

As quatro equipas que constituem o segundo turno do projeto “Juntos pela floresta, todos contra o fogo no concelho de Estarreja – 2015” estão distribuídas pelas principais áreas florestais do concelho: Veiros e zona industrial, zona nascente, Salreu e Canelas e zona Sul.

“Temos 24 jovens cheios de garra e com vontade de proteger a nossa floresta”, certifica Marisa Machado que tem vindo a ser surpreendida pela juventude ao longo destes nove anos de projeto. “Acredito nos jovens e acredito na floresta. Acredito que este projeto é um investimento no futuro”, onde há lugar para a esperança apesar dos mais inúmeros atropelos contra a floresta que os voluntários vão testemunhando.

No Juntos pela floresta, todos contra o fogo” saem reforçados valores como o espírito de equipa, a autonomia, a responsabilidade e o respeito pela natureza. “Os jovens aprendem orientação, a trabalhar em equipa, a desenvolver a capacidade de planear e a serem autónomos”, descreve Marisa Machado.

Esta experiência de 15 dias está a tornar os jovens estarrejenses mais conscientes dos perigos que ameaçam as zonas florestais e o meio ambiente, da importância da floresta e da proteção civil, ficando guardiães da floresta para toda a vida.

 

Recolhidas mais de duas toneladas de lixo em apenas 3 semanas

“Até agora foram recolhidas mais de duas toneladas de lixo em áreas florestais”, adianta a coordenadora técnica do projeto. Só esta segunda-feira, os jovens conseguiram reunir 6 dezenas de sacos de lixo, para além de terem encontrado monos diversos como sofás, pneus e sucatas, incluindo um para-choques, que os serviços municipais irão agora recolher.

Os 24 jovens voluntários que este ano aderiram ao projeto “Juntos pela Floresta, Todos contra o Fogo no Município de Estarreja 2015” vestem a camisola por um mundo melhor, dando a toda a comunidade o exemplo de cidadãos ativos e responsáveis.

A sessão de encerramento da edição deste ano está prevista para sexta-feira, às 14h00 no Bar do CTE, havendo espaço para a partilha de experiências vividas pelas sete equipas de jovens. Este programa é promovido pela Câmara Municipal, com o apoio da GNR e Bombeiros Voluntários de Estarreja.

 

Desde a primeira edição em 2006 contabilizam-se 226 participações, mais de 40 toneladas de lixo recolhido, centenas de caminhos inventariados e caracterizados e dezenas de lixeiras clandestinas georreferenciadas.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *