Celorico de Basto, Sociedade

Banco Local de Voluntariado de Celorico de Basto desenvolveu campanha de recolha de bens alimentares

_DSC0476Decorreu este fim-de-semana, 8 e 9 de agosto, nos estabelecimentos comerciais do concelho, a campanha de Verão de recolha de bens alimentares. Uma ação que conta com a generosidade de voluntários e população em geral.

O Banco Local de Voluntariado procura articular todos os esforços para conseguir minimizar as dificuldades sentidas por alguns agregados familiares do concelho. Esta recolha de bens alimentares será atribuída faseadamente, após serem verificados os critérios, bem definidos e rigorosos, pelas famílias mais desprotegidas e que solicitem esse apoio.

“Apesar de todos os esforços para que as famílias tenham as melhores condições de vida, temos a perceção da necessidade destes apoios complementares para fazer face às necessidades diárias. Temos vindo a articular esforços para fixar empresas em Celorico de Basto por forma a diminuir o número de desempregados e assim, melhorar consideravelmente a vida de todos”, salientou o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

O mês de agosto é sempre uma boa altura para estas campanhas uma vez que conta com a solidariedade dos residentes mas também dos emigrantes que visitam o concelho em período de férias. “Aproveitamos esta época do ano para restabelecer o stock de alimentos do BLV por forma a podermos continuar, em articulação com a Segurança Social e a Câmara Municipal, a apoiar as famílias mais carenciadas do Concelho. Obviamente que aproveitamos a ocasião da afluência de emigrantes e outros visitantes sempre generosos e interessados em ajudar quem mais precisa”, disse Helena Martinho, Coordenadora do BLV de Celorico de Basto.

Para que estas campanhas sejam possíveis o BLV conta com o apoio de voluntários, na sua maioria jovens, que gostam de se sentir úteis demonstrando grande generosidade ao dar algum do seu tempo para apoiar esta causa, sendo responsáveis pela organização da dispensa social onde se encontra os alimentos angariados.

Recordar que o BLV vive da generosidade das pessoas, sempre recetivas quando está em causa o bem do próximo

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *