Nelas, Sociedade

Terminou a primeira fase do projecto arqueológico Neomega, com as escavações na Orca da Lapa do Lobo em Nelas

TERMINOU A PRIMEIRA FASE DO PROJECTO ARQUEOLÓGICO NEOMEGA, COM AS ESCAVAÇÕES NA ORCA DA LAPA DO LOBOConcluiu-se na passada Sexta-Feira, a campanha de escavação de emergência na Orca da Lapa do Lobo, no concelho de Nelas, numa primeira fase intitulado de Neolitização e Megalitismo da Plataforma do Mondego: investigação, recuperação, integração e valorização patrimonial, previsto para decorrer entre os anos de 2016 e 2018.

Dirigida pelo Prof. Dr. João Carlos de Senna-Martinez, coadjuvado pelo Técnico do Património da Câmara Municipal de Nelas, Dr. Sérgio do Espírito Santo e pelas licenciadas Thelma Ribeiro e Arlette Figueira da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e cinco alunos do primeiro ano Arqueologia da mesma Faculdade.

A campanha insere-se num projecto conjunto entre a Câmara Municipal de Nelas e a Câmara Municipal do Carregal do Sal, para valorizar o património arqueológico das duas autarquias, tendo ainda contado com a participação do Mestre Evaristo Pinto, do Museu Municipal do Carregal do Sal, a mesma foi ainda apoiada pela Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Canas de Senhorim, pela Fundação Lapa do Lobo, Junta de Freguesia de Canas de Senhorim e Junta de Freguesia da Lapa do Lobo.

Encontra-se em elaboração um projecto para o triénio 2016-2018, que permitirá a continuidade dos esforços com vista a permitir não só o estudo científico de vários monumentos dos dois concelhos, bem como a respectiva valorização patrimonial e à consequente fruição pública. Neste sentido o Município de Nelas pretende dar a conhecer as raízes culturais do concelho pelo acesso ao seu património arqueológico milenar.

Para o Prof. Dr. Senna-Martinez “O interesse patrimonial daquele arqueosítio, sai reforçado pelos resultados obtidos que recomendam a continuidade da intervenção no Verão de 2016. Sendo um sítio de charneira interconcelhia no que respeita ao Megalitismo Regional, a Orca da Lapa do Lobo promete vir a acrescentar novos dados e proporcionar um novo e interessante sítio aos circuitos interconcelhios dos monumentos atribuíveis ao Neolítico”

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *