Monchique, Sociedade

Monchique nomeado para o Prémio Município do Ano Portugal 2015

img1726499522viva-fogo6O Município de Monchique acaba de ser nomeado finalista para os Prémios Município do Ano Portugal 2015 numa organização da plataforma UM-Cidades promovida pela Universidade do Minho e que pretende reconhecer as boas práticas dos municípios portugueses.

Monchique integra assim o restrito núcleo de distinções após um processo de avaliação de dezenas de candidaturas para os Prémios Município do Ano Portugal 2015, tendo sido selecionado pelo seu programa “Casas sem Fogo”.

Em 2012, o Município de Monchique em parceria com o Comando Distrital de Operações e Socorro do Algarve e o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas criou este programa de sensibilização e apoio técnico resultante da necessidade premente de proteger as habitações isoladas no seu território.

Assim, a pedido dos proprietários, uma equipa multidisciplinar que integra, para além das entidades referidas, os Bombeiros e a GNR, entre outros Agentes de Proteção Civil locais, dão apoio na elaboração da faixa de gestão de combustível em redor das habitações; na diminuição do risco de incêndio florestal nas habitações; na melhoria das condições de segurança das populações residentes nas áreas florestais; no aumento na eficácia das operações de combate a incêndios florestais, e na promoção de uma cultura de autoproteção.

Recorde-se que nos incêndios que assolaram o concelho de Monchique em 2003 e 2004, um dos principais problemas detetados foi a necessidade de proteção das habitações inseridas em espaço florestal, o que obrigou à mobilização de um grande número de meios de combate para esta tarefa em detrimento do combate nas frentes de fogo. Apesar deste esforço, durante estes incêndios arderam no concelho 118 habitações em 2003 e em 21 habitações em 2004.

Este Programa, cuja importância já levou à sua replicação em outros concelhos do Algarve, promove uma inestimável melhoria das condições de segurança das populações residentes nas áreas florestais e um consequente aumento na eficácia das operações de combate em caso de incêndio florestal.

Com estes Prémios “Município do Ano”, pretende a organização distinguir este tipo de iniciativas municipais e com os seguintes objetivos:

a)Reconhecer e premiar as boas práticas em projetos implementados pelos municípios com impactos assinaláveis no território, na economia e na sociedade, que promovam o crescimento, a inclusão e/ou a sustentabilidade;

b)Colocar na agenda a temática da territorialização do desenvolvimento, perspetivada a partir da ação dos municípios;

c)Dar visibilidade e reconhecer, em diferentes categorias, realidades diversas que incluam as cidades de maior dimensão, mas também os territórios de baixa densidade nas diferentes regiões do país;

 

Está por isso o Município de Monchique orgulhoso pela distinção de mais um projeto inovador ou iniciativa implementada no concelho, particularmente com o reconhecimento do programa “Casas sem Fogo”, cuja cerimónia de entrega dos prémios terá lugar em Braga no próximo dia 9 de Julho, sendo o Município representado pelo Presidente Rui André, para quem “esta é uma iniciativa de grande mérito pelo reconhecimento das boas práticas e pela excelência do exercício do Poder Local um pouco por todo o país. Não há por isso qualquer dúvida de que cada vez mais os municípios portugueses estão na linha da frente na construção de soluções para os seus territórios e para as suas populações, superando-se a si próprios e às suas competências de forma a construir melhores condições e qualidade de vida em cada concelho. De registar que a nomeação de mais três municípios do Algarve (Aljezur, Vila do Bispo e Vila Real de Santo António) é a prova de que esta Região e os territórios de baixa densidade são bastante criativos e resilientes no aproveitamento dos seus recursos.”

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *