Cultura, Reguengos de Monsaraz

Exposição e projeto artístico de Sónia D’Assumpção em Monsaraz propõe que visitantes aprendam a tecer a lã

Monsaraz (5)A exposição “Alma” e o projeto “Mãos que tecem o mundo” são as propostas que Sónia d´Assumpção está a apresentar até ao dia 9 de agosto na Torre de Menagem, no castelo da vila medieval de Monsaraz. Esta mostra integrada no ciclo de exposições Monsaraz Museu Aberto é organizada pelo Município de Reguengos de Monsaraz e poderá ser apreciada diariamente das 9h às 12h30 e das 14h às 18h.

Sónia D’Assumpção está a apresentar a exposição “Alma” com oito peças produzidas em tecelagem. A artista inspirou-se em frases célebres de personalidades e filósofos que abordam a alma para dar forma às obras que estão patentes na Torre de Menagem.

Em simultâneo, e no mesmo espaço, Sónia D’Assumpção está a tecer ao vivo e convida os visitantes a aprender a arte participando no projeto “Mãos que tecem o mundo”. O produto final será a junção dos trabalhos executados pelos visitantes numa única peça em lã produzida por mãos de todo o mundo.

A tecelagem faz parte do património histórico de Reguengos de Monsaraz, nomeadamente as mantas alentejanas que continuam a ser produzidas na Fabrica Alentejana de Lanifícios, de Mizette Nielsen. Embora existam alguns legados datados do séc. IV a.C. e seja do conhecimento atual a sua existência na Mesopotâmia e no Médio Oriente, a origem da tecelagem é algo incerta. No entanto, pensa-se que o seu aparecimento surge com uma utilização prática, a proteção do frio, e depois se desenvolveu para as vertentes estética e cultural.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *