Cultura, Seia

Festival de Músicas no Bosque “onde a natureza e a música se encontram” em Seia

11262433_980443968642382_7657692276168215538_nLonge da agitação dos grandes Festivais de Verão acontece na Aldeia da Lapa dos Dinheiros (em Seia), de 26 a 28 de junho, o Festival “Músicas do Bosque”, uma proposta para a fruição da música com a natureza exuberante da serra da Estrela.

Naquela que vai ser a primeira edição do festival, é pretensão da organização, a Associação de Desenvolvimento Integrado da Rede de Aldeias de Montanha (ADIRAM), provocar encontros e dar a conhecer os mais recentes e inovadores projetos musicais. É a partir da Montanha, que a organização quer lançar um conceito de Festival único no país, um Festival que se quer assumir no panorama nacional como um festival direcionado para a fruição da Natureza e da música, incentivando assim o aparecimento de mais produção artística, sobretudo num momento em que a indústria da criatividade está cada vez mais na ordem do dia. Este é também um festival que tem no seu DNA a inovação e criatividade alicerçadas na identidade e cultura local.

De realçar que os projetos que participam no Festival nasceram fora dos grandes Centro Urbanos, o que evidencia que não é só nas grandes Capitais que a indústria da criatividade ganha espaço. Nomes como Pensão Flor, Mancines, Yanan Dans, Tranglomango e Dorahoag, estão já confirmados.

Numa tentativa de diferenciar este Festival, que se assume claramente, como não sendo um espetáculo de “massas”, razão pela qual o mesmo se realiza numa Aldeia de Montanha, os festivaleiros podem participar na subida dos rebanhos à serra, na companhia dos pastores que ainda praticam a transumância, assistir a sessões de cinema no bosque, participar em caminhadas e passeios fotográficos nos trilhos das Aldeias de Montanha. E, como não podia faltar, a gastronomia de montanha também terá, no contexto do festival, um destaque muito especial. Aqui o fast food não entra. São estas algumas das propostas que fazem deste Festival um espetáculo único no país.

Suba a montanha e deixe-se levar por esta autêntica sinfonia de homem e natureza.

Os espetáculos comuns?

Ficaram lá em baixo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *