Cultura, S. João da Madeira

A crise económica e outras “coisas do mundo” na nova exposição do Núcleo de Arte da Oliva em S. João da Madeira

João Louro, Todos os Direitos Reservados, 1992“Todos os Direitos Reservados: Coisas do Mundo na Coleção Norlinda e José Lima” é a nova exposição do Núcleo de Arte da Oliva. A inauguração ocorre no sábado, 16 de Maio, data em que S. João da Madeira comemora o Dia da Cidade e em que acontece a Noite dos Museus.

As obras selecionadas por Miguel Amado, comissário da exposição, reportam-se ao quotidiano, pelo que, como o próprio explica, “qualquer questão é, aqui, objeto de estudo por parte dos artistas: da política à crise económica, do regime de produção ao caos urbano, da publicidade ao universo da banda desenhada, do narcisismo ao amor, da violência à morte”.

A Coleção Norlinda e José Lima iniciou-se, na década de 1980, pela mão do empresário José Lima, de S. João da Madeira. Este acervo, que se encontra em depósito no Núcleo de Arte da Oliva, exemplifica as tendências da arte internacional e nacional entre o pós-II Guerra Mundial e os nossos dias. Atualmente, compreende cerca de 1000 obras, realizadas por mais de 250 artistas numa variedade de estilos e técnicas.

Nesta nova exposição, que estará patente até Outubro do presente ano, estão representados cerca de 50 artistas, entre os quais Leon Golub, Tatjana Doll, Rinus van der Velde, Robert Combas e Carmen Calvo, bem como João Louro, Albuquerque Mendes, António Olaio, Pedro Proença e Sara & André.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *