Évora, Sociedade

Criação do Grupo dos Amigos do Património Imaterial de Évora – GRAPIÉ

GRAPIÉ_2Nos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Évora, no passado dia 4 de maio, reuniu-se pela primeira vez, a convite da autarquia, um conjunto de investigadores e estudiosos na área do património imaterial, com o propósito de se criar o GRAPIÉ – Grupo dos Amigos do Património Imaterial de Évora, enquadrado tecnicamente pelo Centro de Recursos da Tradição Oral e do Património Imaterial, sediado no Convento dos Remédios.

A reunião foi conduzida pelo Vereador Eduardo Luciano que apresentou este projeto como a criação de um grupo informal que estará enquadrado no Centro de Recursos da Tradição Oral e do Património Imaterial, e que terá como objetivo geral promover o aprofundamento do Património Cultural Imaterial do Concelho de Évora em particular e do Alentejo em geral.

Nesta primeira reunião foi proposta a criação do GRAPIÉ, sendo o núcleo de fundadores composto pelo conjunto de investigadores e estudiosos presentes neste primeiro encontro, tendo sido já agendada uma nova reunião em junho, para se começarem a definir as linhas de atuação do grupo.

O GRAPIÉ tem como objetivos específicos três linhas de atuação: colaborar na divulgação do Centro de Recursos da Tradição Oral e do Património Imaterial, estimulando a apetência e o gosto da comunidade em geral por estas áreas, cultural e científica, de intervenção; colaborar na promoção e no incentivo à investigação e à edição de estudos sobre a Tradição Oral e o Património Cultural Imaterial; e colaborar e participar em iniciativas que visem a conservação e a divulgação das tradições socioculturais da população e do território eborenses.

Recorde-se que o Centro de Recursos da Tradição Oral e do Património Imaterial do Concelho de Évora é um projeto municipal criado em 2014, resultado da dinâmica do Projeto Europeu “Oralidades”, tendo como missão realizar recolhas das diferentes tradições e costumes, ainda presentes nas memórias dos habitantes do concelho, com vista à construção e preservação da memória, da partilha e da identidade.

Este ano de 2015, o Centro de Recursos da Tradição Oral e do Património Imaterial do Concelho de Évora tem vindo a desenvolver as seguintes atividades: a exposição itinerante “Ilustração de Contos Tradicionais”, que passará pelas localidades de Elvas, Estremoz e Redondo; o projeto “Bibliografia Analítica da Etnografia Alentejana”; a inventariação das Brincas de Carnaval de Évora e a respetiva inscrição no Inventário Nacional do PCI – Registo de Salvaguarda Urgente; a intervenção nas Freguesias Rurais do concelho de Évora, em colaboração com o Projeto AGÉRE, ao nível da promoção do Cante Alentejano na Torre de Coelheiros (Cante aos Reis, Janeiro de 2015), das Brincas de Carnaval de Évora em N.ª Sr.ª de Machede (Fevereiro de 2015) e d’ “O Touro de São Marcos” – ritual arcaico S. Marcos da Abóbada (Rota das Igrejas/AGERE – Maio de 2015); e a construção do projeto: Atlas da Cultura Popular e Tradição Oral do Concelho de Évora (Carta Etnológica do Concelho) – Contos Tradicionais.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *