Celorico de Basto, Sociedade

Em Celorico de Basto a “cozedura do pão” foi mote para Encontro Intergeracional

_DSC8060Crianças e Idosos juntaram-se no mesmo recinto, no Parque Lúdico do Freixieiro, na Casa do Moleiro, para vivenciar a experiência de “cozer o Pão”. Uma ação que contou com os idosos que integram o programa Celorico a Mexer e algumas crianças do Centro Escolar da Vila de Celorico de Basto.

A ação teve por objetivo dinamizar os moinhos que incorporam o Parque Lúdico do Freixieiro, muito utilizados, em tempos, para a moagem dos cereais. “Estes moinhos já moeram muitos cereais e foram, em tempos, a forma de sustento de muitas famílias. Agora, e após requalificação, servem sobretudo, como ponto de interesse turístico. A finalidade para que foram construídos mantém-se e se necessário for, estão prontos para a moagem”, sublinhou o presidente da Câmara Municipal de Celorico de Basto, Joaquim Mota e Silva.

Os utentes do Celorico a Mexer desenvolveram todos os procedimentos desde amassar a farinha, esperar pela levedura, colocar a forno a lenha bem quente e depois, preparar as “broas” para levar ao forno. As crianças, maravilhadas, assistiram sobretudo, ao procedimento final de fazer as broas e levar ao forno. Depois de pronto, miúdos e graúdos provaram o pão feito na Casa do Moleiro, mesmo junto ao moinho do Damas.

“Esta iniciativa é muito interessante para os miúdos e para nós, adultos. Eu sempre fiz pão com os meus avós e com os meus pais. Recordo sobretudo, quando estive em missão no Brasil e tive que fazer pão para sobreviver”, disse Lúcia Paiva, Professora no Centro Escolar da Vila. Ao mesmo tempo destacou a importância de dar a conhecer às crianças a origem das coisas. “Estas ações são muito importantes para que as crianças, que têm tudo da prateleira do supermercado, tenham noção da origem das coisas. Nós na escola procuramos promover ações neste sentido,” frisou.

Recordar que no dia 7 de abril se comemorou oficialmente o Dia Nacional dos Moinhos abertos. Em Celorico de Basto a iniciativa pretende alargar-se para outros dias do ano com ações do género por forma a valorizar um património característico de Celorico de Basto.

A ação contou com o apoio na organização do programa CLDS+, Celorico+Social.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *