Castro Marim, Sociedade, Turismo

Cooperativa Terras de Sal de Castro Marim conquista prémios em Concurso Nacional

Flor de Sal CMA cooperativa Terras de Sal, de Castro Marim, conquistou três medalhas de ouro, uma de prata e uma menção honrosa no 2.º Concurso Nacional de Sal, Ervas Aromáticas e Condimentos, que se realizou no passado dia 7 de abril, no Centro Nacional de Exposições, em Santarém.

A Terras de Sal arrecadou então a medalha de ouro nas categorias “Sal Marinho”, “Flor de Sal” e “Flor de Sal Aromatizada”, com o produto Flor de Sal de Castro Marim com Vinho do Porto, e a medalha de prata na categoria “Sal Marinho Líquido”. A Cooperativa conquistou ainda a menção honrosa para a embalagem pelos materiais escolhidos – vidro (permitindo a visibilidade para o produto) e cortiça (material nobre e tradicional).

Para Castro Marim este é um enorme reconhecimento do trabalho desenvolvido na salicultura tradicional e uma gratificante dignificação dos produtos produzidos na Reserva Natural do Sapal de Castro Marim e Vila Real de St. António. “Estamos muito orgulhosos com o reconhecimento do excelente trabalho da Terras de Sal, pelo 2º ano consecutivo. O aproveitamento dos recursos endógenos, neste caso do Sal, é uma das maiores apostas no âmbito do desenvolvimento económico local e a autarquia tem apoiado este tipo de iniciativa e investido também no mesmo sentido”, realça o presidente da Câmara Municipal de Castro Marim, Francisco Amaral.

A cooperativa castromarinense une produtores de sal marinho tradicional e flor de sal de Castro Marim, “com o intuito de promover, valorizar e comercializar estes produtos artesanais”.

O 2.º Concurso Nacional de Sal, Ervas Aromáticas e Condimentos foi uma iniciativa da Qualifica – Associação Nacional de Municípios e de Produtores para a Valorização e Qualificação dos Produtos Tradicionais Portugueses, em colaboração com o Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas, cujo objetivo passou por premiar, promover, valorizar e divulgar o sal, as ervas aromáticas e os condimentos tradicionais portugueses.

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *