Montijo, Sociedade

Mercado Municipal do Montijo inaugurado no dia 25 de Abril

inauguração mercado (1)“É com grande orgulho que inauguramos a reabilitação do Mercado e o devolvemos ao povo do Montijo neste Dia da Liberdade”. As palavras são do presidente da Câmara Municipal do Montijo na cerimónia de inauguração da obra de requalificação do Mercado Municipal, que teve lugar no passado sábado, no âmbito das comemorações do 25 de Abril.

Nuno Canta salientou que “a realização de um projeto como este exigiu esforço, trabalho, coragem e determinação de muita gente. Agora estão criadas as condições para fazer deste espaço um grande pólo cultural, turístico e económico que atraia as pessoas e contribua para a dinamização comercial do espaço público no centro da cidade”.

A cerimónia contou com a atuação da Banda da Sociedade Filarmónica 1.º de Dezembro e uma degustação de produtos e vinhos regionais.

O Mercado Municipal, um edifício de 1957, foi alvo de profundas obras de remodelação, com o objetivo de adequar este espaço às exigências comerciais, higino-sanitárias e funcionais atuais, permitindo a sua valorização funcional e potenciando a sua frequência e utilização. Um investimento municipal apoiado por fundos comunitários na ordem dos 800 mil euros (+ Iva).

Da parte da tarde, as comemorações tiveram continuidade com a sessão solene que decorreu no Salão Nobre dos Paços do Concelho. A cerimónia contou com as intervenções do presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, da presidente da Assembleia Municipal, Maria Amélia Antunes, e dos representantes dos partidos com assento neste órgão autárquico: Ricardo Bernardes (PS), Ana Baliza (CDU), José Cardoso (PSD) e Ricardo Caçoila (BE).

“O  25 de Abril abriu-nos as portas da liberdade e devolveu a Portugal a dignidade e o seu lugar entre as nações livres do mundo referiu a presidente da Assembleia Municipal.

Para Maria Amélia Antunes “a consciência da situação em que nos encontramos só pode ser motivo de mobilização para as causas da liberdade, do progresso, da justiça, da justa repartição da riqueza produzida e da solidariedade”.

A intervenção final do presidente da Câmara Municipal do Montijo foi um elogio ao poder local democrático: “as condições de desenvolvimento sustentável que o Montijo apresenta hoje são o resultado do trabalho de muitos autarcas, de hoje e do passado; da autonomia local saída de Abril; e de uma visão moderna das políticas locais. Temos hoje, por todo o país, bons exemplos do exercício do poder local autónomo”, disse.

Nuno Canta afirmou o papel determinante do poder local na prestação de serviços básicos à população e na construção de infraestruturas indispensáveis à qualidade de vida, salientando que os desafios presentes e futuros exigem “políticas municipais de investimento nas pessoas, no imaterial, na cultura, no ambiente, na educação, na coesão e na integração social”.

As comemorações do 41.º aniversário do 25 de Abril contaram, ainda, com a X Edição do Passeio de BTT Rota Saloia, a II Corrida/Caminhada da Liberdade, a inauguração da exposição Gente da Nossa História e o espetáculo Canções de Abril pelo Grupo Canto D’ Aqui.

 

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *