Póvoa de Varzim, Sociedade

Semana Santa na Póvoa de Varzim

Semana Santa na Póvoa de VarzimA Semana Santa corresponde a um período particularmente intenso para todos os cristãos. E são muitas as tradições religiosas que se mantêm vivas na Póvoa de Varzim. As cerimónias litúrgicas e as diversas procissões de profunda religiosidade, bem como momentos culturais com os concertos, são promovidas pela Confraria do Santíssimo Sacramento, com o apoio da Câmara Municipal.

O dia 29 de março, Domingo de Ramos, marca o início das celebrações da Semana Santa na nossa cidade. Às 10h00 sai da Igreja Matriz a Procissão de Ramos que após 30 minutos, aproximadamente, chega à Igreja da Misericórdia onde é realizada a Bênção dos Ramos. Às 11h00, será celebrada, na Igreja Matriz, a Eucaristia Solene.

Neste domingo, será também recriada, na nossa cidade, a tradição Bois da Páscoa, organizada pelo Mercado Municipal.

Na quarta-feira, 1 de abril, às 21h30, o Quarteto Verazin e o Coral “Ensaio” da Póvoa de Varzim serão protagonistas de um concerto, na Igreja Matriz. A atuação faz parte do programa da Semana Santa e está incluída no ciclo de Concertos “Paixão e Ressurreição”, organizado pela Escola de Música da Póvoa de Varzim.

Na Quinta-feira Santa, 2 de abril, à noite, as Igrejas e Capelas da cidade encontram-se ornamentadas e de portas abertas até às 24h00 para a tradicional visita da população. Este costume surgiu na sequência da extinção da antiga Procissão das Endoenças ou das Lanternas. Tal como ela, decorre à noite e tem como característica marcante a visita às várias igrejas que, para esta celebração, são especialmente decoradas e iluminadas. É grande o número de pessoas que fazem a visita aos diversos templos da cidade. Num espírito de fé, mas também movidas pela curiosidade da descoberta do trabalho desenvolvido, fazem um périplo que integra: Igreja Matriz; Igreja da Misericórdia; Capela de S. Roque (ou S. Tiago); Capela de N.ª Sr.ª das Dores; Igreja Paroquial de N.ª Sr.ª da Lapa; Capela de N.ª Sr.ª do Desterro; Capela do Sr. Do Bonfim (com representação de cenas dos Evangelhos) e Igreja Paroquial de S. José de Ribamar.

Desde há anos, que o Museu Municipal se associa a este evento e a esta deambulação religiosa noturna, abrindo as suas portas gratuitamente aos visitantes, das 20h30 às 24h00, e expondo uma cena alusiva à Paixão.

Nesse mesmo dia, há ainda a possibilidade de realização de uma visita guiada a algumas igrejas da cidade (Matriz, Nossa Senhora das Dores e Misericórdia) orientada pela diretora do Museu, Deolinda Carneiro. O ponto de encontro é no Museu Municipal, às 10h30.

À tarde, pelas 17h00, tem lugar a Celebração da Ceia do Senhor com realização de Missa Vespertina, Sermão do Mandato, Cerimónia do Lava-Pés e Procissão Eucarística, na Igreja Matriz.

Um dos momentos mais marcantes das solenidades da Semana Santa é a Procissão do Enterro do Senhor, na Sexta-feira Santa, 3 de abril, que sairá da Igreja Matriz às 22h00. Antes da saída da procissão, às 21h30, o Rev. Pe. Nuno Martins profere o Sermão do Enterro. A Celebração da Paixão do Senhor também se realiza na Sexta-feira Santa, às 15h00, através de Via-Sacra, Liturgia da Palavra, Adoração da Santa Cruz e Comunhão Eucarística.

No dia 4, Sábado Santo, às 22h00, decorre, na Igreja Matriz, a Vigília Pascal com celebração da Missa da Ressurreição, cumprindo-se os rituais da Bênção do Lume, Liturgia da Palavra, Glória, Liturgia Batismal, Bênção da água e renovação das promessas do Batismo e Liturgia Eucarística.

O Domingo de Páscoa tem início com uma Eucaristia, às 8h30, seguindo-se uma Missa Solenizada, às 10h00. Às 11h00, sai da Igreja Matriz a Procissão da Ressurreição e às 14h30 a Visita Pascal que deverá terminar às 19h00 com um Cortejo festivo dos Compassos Pascais da Praça do Almada para a Igreja Matriz, onde às 19h30 tem lugar uma Eucaristia.

Para além das cerimónias litúrgicas, o Município da Póvoa de Varzim, através do Serviço de Turismo, promove mais um projeto especialmente dedicado aos que se instalam nos estabelecimentos hoteleiros do concelho, durante a época da Páscoa, que é, por tradição, um dos momentos altos de afluência de turistas à cidade.

O Programa Especial Hóspedes na Semana Santa consiste na oferta de um kit informativo/promocional, que contém informação trilingue sobre os principais eventos e particularidades desta quadra pascal na Póvoa, para além de algumas ofertas tradicionais da época, como é o caso das amêndoas.

Ainda no âmbito da Semana Santa, haverá duas exposições: de 25 de março a 12 de abril, no Posto de Turismo, “Festividades do Ciclo da Páscoa na Póvoa de Varzim”; a partir de 28 de março, no Museu Municipal, “Obra(s) da Misericórdia. A Igreja Nova” (Exposição Comemorativa do Centenário da Bênção da Nova Igreja da Misericórdia – 1914-2014).

No sábado, 4 de abril, várias associações do concelho, nomeadamente, Juvenorte, Leões da Lapa e Associação Desportiva e Recreativa Académico de Belém, recriam a Queima do Judas. A iniciativa é uma manifestação de carácter profano com tradição poveira no período da Páscoa.

A Queima do Judas enquadra-se nas celebrações religiosas da Paixão, Morte e Ressurreição de Cristo, com origem no imaginário cristão, segundo o qual Judas entregou Jesus à morte, tornando-se por isso o “Apóstolo Traidor”. Personificado por um tosco boneco, que é ciclicamente imolado num auto-de-fé popular, o “Apóstolo Maldito” serve assim de bode expiatório para escárnio e maldizer e para a ridicularização de vícios e costumes da sociedade.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *