Cultura, Portimão

Há (À) Conversa com Frei Bento Domingues em Portimão

CARTAZ_Conversas com_CULT_068I-15É já no próximo dia 27 de março que, integrado no ciclo de conferências “Há (À) Conversa Com…”, o prestigiado teólogo dominicano Frei Bento Domingues vai abordar “Os desafios do Papa Francisco à Igreja e à Sociedade” num encontro agendado para as 18h30, no Café Concerto do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão.

Frei Bento Domingues é uma voz inconformada da Igreja e um defensor da liberdade e dos direitos humanos. Nascido em Travassos (Terras de Bouro) em 1934, Basílio de Jesus Gonçalves Domingues tomou, em 1953, o nome de Bento, quando entrou para a Ordem dos Pregadores (O.P.), ou frades dominicanos. Estudou Filosofia em Fátima e Teologia em Salamanca, Toulouse e Roma.

O modo como exerceu o cargo de assistente da Juventude da Igreja de Cristo Rei no Porto (1962-63) forçou-o ao exílio. Em 1965, voltou a Portugal para lecionar em Fátima, Lisboa e Porto, em escolas católicas e laicas. Nos anos finais do regime ditatorial participou na Comissão Nacional de Socorro aos Presos Políticos.

A partir da década de 1980, lecionou também em Angola, no Peru, Chile e Colômbia. Entre 1998 e 2001, dirigiu a organização do Curso de Ciência das Religiões, na Universidade Lusófona. No Centro de Reflexão Cristã de Lisboa dirigiu os Cadernos de Estudos Africanos. Publicou, entre ensaios e artigos, quatro livros que reúnem os primeiros anos de crónicas no Público: A Humanidade de Deus, A Igreja e a Liberdade, As Religiões e a Cultura da Paz (dois volumes), todos na Figueirinhas, onde também editou A Religião dos Portugueses.

Frei Bento Domingues esteve na Biblioteca Municipal Manuel Teixeira Gomes em março de 1997, onde, no âmbito das Conferências da Biblioteca – A sociedade na curva do milénio, falou sobre “O fenómeno religioso na viragem do milénio”.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *