Sociedade, Valongo

Serras de Valongo ganham 9.000 árvores nativas

PlantaçãoNa época de reflorestação 2014/15, as Serras de Santa Justa e Pias, em Valongo, ganharam mais 9.000 árvores de espécies autóctones, duplicando-se assim o número de exemplares plantados nos últimos oito anos.

A primeira ação de plantação realizou-se a 25 de outubro de 2014 e a última está marcada para amanhã, dia 20 de março. Faltam apenas 160 árvores para se alcançar o objetivo definido no início da época. A área reflorestada abrange cerca de 12 hectares, onde foram plantadas árvores de diversas espécies nativas: carvalho-alvarinho, sobreiro, medronheiro, azevinho, bétula, gilbardeira, pilriteiro, amieiro, freixo, salgueiro e sabugueiro.

“A reflorestação das Serras de Valongo que foram muito castigadas por incêndios florestais é uma prioridade. É nossa obrigação preservar as Serras de Santa Justa e Pias, que são também as Serras do Porto e constituem uma peça fundamental do Projeto Pulmão Verde, que envolve os municípios de Gondomar e Paredes”, considera o Presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro. O autarca que também participa nas ações de reflorestação salienta ainda que as Serras de Valongo são uma das marcas mais fortes do Concelho.

No total, na época 2014/15 foram realizadas 24 ações de plantação, envolvendo voluntários do FUTURO – Projeto das 100.000 Árvores na Área Metropolitana do Porto; de empresas (WEMO-tec e EDP Gás); das escolas Básicas de Balselhas, Campelo, Campo, Ilha e Saibreiras; da Escola Profissional de Valongo, do Centro Social de Ermesinde, da organização dos Trilhos do Paleozóico e do Alto Relevo Clube de Montanhismo. Os Sapadores Florestais e os funcionários da autarquia também participaram ativamente nas ações de reflorestação. Excluindo os elementos da organização, participaram na campanha de reflorestação 1036 voluntários.

A época de plantação chegou ao fim, mas o trabalho continua. Ao longo do ano, os voluntários serão chamados a participar em ações de manutenção e monitorização das plantações, procedendo-se também a ações de limpeza e controlo de espécies invasoras.

As ações de reflorestação da Serra de Santa Justa realizam-se desde 2007, decorrem no âmbito do FUTURO − projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto e são organizadas pela Câmara Municipal de Valongo e o CRE.Porto, em colaboração com a Junta de Freguesia de Valongo. As árvores (todas nativas) são fornecidas pelo Projeto Floresta Comum. As plantações implicam trabalhos de limpeza e preparação dos terrenos e são financiadas pelo ON.2.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *