Cultura, S. João da Madeira

Atores Joaquim Nicolau e António Capelo no cartaz da Campanha Poesia à Mesa em S. João da Madeira

António CapeloHomenagem a seis autores de Língua Portuguesa – Álvaro de Magalhães, Ana Marques Gastão, Inês Fonseca Santos, Mário Cláudio, José Régio (1901-1969) e o brasileiro Manuel Bandeira (1886-1968) – também passa por restaurantes, escolas e fábricas.

A Campanha Poesia à Mesa está na rua, nos restaurantes, cafetarias e espaços culturais de S. João da Madeira. O cartaz do evento inclui os atores António Capelo e Joaquim Nicolau, que vão juntar a sua presença e as suas vozes à declamação de poemas dos seis autores de Língua Portuguesa homenageados na edição deste ano: Álvaro de Magalhães, Ana Marques Gastão, Inês Fonseca Santos, Mário Cláudio, José Régio (1901-1969) e o brasileiro Manuel Bandeira (1886-1968).

Joaquim Nicolau participa na Peregrinação Poética, que tem início às 21h30 de sexta-feira (20 de março, véspera do Dia Mundial da Poesia), percorrendo a zona pedonal da cidade de S. João da Madeira, juntamente como os autores homenageados Álvaro de Magalhães, Ana Marques Gastão, Inês Fonseca Santos e Mário Cláudio, além do poeta e declamador José Fanha e de várias associações locais. A Associação Ecos Urbanos assegura a animação de rua desta “romaria” de poesia, cuja coordenação está a cargo do ator Pedro Lamares.

No Dia Mundial da Poesia (21 de Março), a noite fica marcada pelo Serão Poético, nos Paços da Cultura, com o ator António Capelo e a harpista Ana Isabel Dias. Uma sessão conduzida por Pedro Lamares, culminando uma semana em que este ator anda pelos restaurantes, escolas e fábricas de S. João da Madeira a espalhar poesia, juntamente com grupos de declamadores de associações sanjoanenses.

Estes são pontos altos de um programa que arrancou no passado dia 13 e que se prolonga até 27 de março, durante o qual os rostos estilizados dos seis poetas homenageados e versos da sua autoria percorrem a cidade impressos em toalhetes de mesa, sacos de pão, bases de copos, bases de chávenas, aventais e lápis.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *