Arouca, Cultura

Como os lenços de namorados da Teresinha dão origem a uma exposição em Arouca

IMG_0435Em Arouca, toda a gente conhece a «Teresinha Valdemar». Não sendo arouquense, Arouca adotou-a, a partir do coração. Maria Teresa Duarte vive em Arouca há 48 anos, e tem dedicado a sua vida a ensinar a arte de bordar às meninas mais novas, que adota quase como filhas e netas. Com a mesma dose de amor, borda pontos típicos de qualquer região do país, e a sua criatividade e talento não têm amarras. E com o amor que sempre colocou nas peças que concebe e nos ensinamentos que deixa a quem com ela procura aprender, a Teresinha surpreende-nos, desta vez, com uma belíssima coleção de lenços de namorados, que está em exposição na Biblioteca Municipal de Arouca.

Maria Teresa Ribeiro Pereira Duarte nasceu em Lamego, em 1939. A «Teresinha Valdemar», como é vulgarmente conhecida, não é de Arouca de raiz, mas é-o de coração, já que reside em Arouca há 48 anos (desde os 21 anos de idade).

Profissionalmente, esteve sempre ligada ao artesanato, mais concretamente aos bordados, tendo aos 13 anos frequentado o 1.º Curso de Bordado à Máquina, em Lamego. Aos 16 anos, a convite da extinta Oliva, mudou-se para São João da Madeira, para ocupar o cargo de professora de Bordado à Máquina, sendo a mais nova naquela empresa. Aos 20 anos, o seu percurso de vida cruzou-se com Arouca, para onde veio lecionar o Curso de Bordado à Máquina, na antiga Casa Fontes. Desde então que tomou Arouca como sua terra, tendo casado com o Sr. Valdemar Duarte aos 21 anos de idade.

Desde então tem dedicado a sua vida ao ensino dos bordados, especialmente às crianças, pelas quais nutre especial amor e dedicação, tendo já passado pelas suas mãos algumas gerações, sendo frequente ensinar simultaneamente a avós, filhas e netas.

No que diz respeito às técnicas e aos materiais usados, Teresinha diz saber bordar «todos os pontos regionais, do Minho ao Algarve», conferindo originalidade e inovação aos seus trabalhos através da sua capacidade criativa, da conjugação de cores e motivos, de alteração de modelos e da inclusão de materiais menos convencionais, como a madeira e as cascas de castanha. Todavia, o linho e a estopa são os seus materiais de eleição.

Teresinha tem a verdadeira vocação para os bordados e para o artesanato, mas sobretudo para o ensino dos mais novos, sendo que estes também nutrem por ela igual e merecido amor.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *