Castro Marim, Cultura

Biblioteca de Castro Marim promove o romance “A Casa” de Carlos Luís Figueira

A CasaNo desenvolvimento de uma política de apoio ao livro e à escrita, que a Câmara Municipal de Castro Marim tem vindo a incrementar com o propósito de fidelizar novos leitores, a Biblioteca Municipal promove a apresentação do romance “A Casa”, do consultor de empresas e cronista Carlos Luís Figueira.

Trata-se de uma biografia romanceada que narra a história da vida de um clandestino nos tempos da ditadura e os riscos a ela associados, desde a casa onde reside estar sobre suspeita, e haver fortes probabilidades de ser invadida pela PIDE, passando pelo transporte dos seus pertences para um local mais seguro, cujo motorista da camioneta é um polícia, até ao sofrimento vivenciado pelos desamparos familiares e os momentos e vidas de paixões fortuitas.

Em “A Casa”, o autor vive “Tempos de solidão e desencanto, de tensão permanente, no desconforto de representação de profissões inexistentes, em lugares que tinha conhecido e que de todo lhe eram estranhos. Ao domínio do medo, sensação perturbadora que em muitos momentos o assaltavam e lhe colocavam a terrível interrogação sobre a sua capacidade física de resistência à tortura em caso de prisão”.

Carlos Luís Figueira nasceu em Campo Maior, no ano de 1944, é consultor de empresas, cronista regular, na imprensa regional e nacional, é diretor do mensário Jornal do Baixo Guadiana. Foi aluno da Universidade Livre de Bruxelas em ciências políticas e sociais e mais tarde no Instituto de Ciências Sociais e Políticas de Moscovo.

Regressou clandestinamente a Portugal, como quadro do PCP, em Agosto de 1968, situação em que se manteve até ao 25 de Abril de 1974. Foi membro do Comité Central e da Comissão Política do PCP até ao XVI Congresso. Veio a ser expulso do Partido em 2002, num processo que envolveu Edgar Correia e Carlos Brito.

A apresentação do livro estará a cargo do Arquiteto José Carlos Barros, um escritor de nomeada, vencedor de vários prémios literários, e que já escreveu diversas obras, tais como, “O Dia em que o Mar Desapareceu”, “O prazer e o Tédio” ou “Um Amigo Para O Inverno”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *