Cultura, Évora, Sociedade

Évora comemora 500 anos do Palácio de D. Manuel

Palácio de D ManuelDurante todo o ano de 2015 Évora vai evocar mais de cinco séculos da história do Palácio de D. Manuel.

Com efeito, em Março começa na cidade o que o vereador da cultura da Câmara de Évora, Eduardo Luciano, afirma ser “um conjunto alargado de atividades enquadradas nas comemorações dos 500 anos do Palácio D. Manuel.”

O autarca destaca o retomar da edição da revista “A Cidade de Évora” e a realização de um congresso na Universidade de Évora intitulado “Palácios e Dinâmicas Urbanas: centros de poder e de conhecimento na Europa”, previsto para Novembro, como pontos altos desse programa.

Mas o tema dos 500 anos do Palácio D. Manuel vai inspirar iniciativas tão diversas como o Carnaval das Escolas, a Feira de S. João, entre outros momentos da programação cultural da cidade, como o que irá decorrer no próximo dia 31 de Janeiro com a inauguração da exposição dos trabalhos vencedores do Prémio Fotojornalismo Estação Imagem | Mora, patente ao público até 28 de Fevereiro, no Palácio D. Manuel.

Este edifício está classificado como monumento nacional desde 1910. A sua construção terá sido iniciada no séc. XIV, data em que terá começado a ser residência e paço real, enquadrando-se num complexo único que englobava o Convento, a Igreja de Francisco e o Paço Real.

São igualmente conhecidos os registos de uma avultada empreitada neste imóvel entre Março de 1513 e Dezembro de 1516, através da qual o Palácio terá adquirido os principais traços e volumes arquitetónicos, mantidos até aos nossos dias.

Com uma vocação exclusivamente cultural, o Palácio D. Manuel atualmente recebe congressos, colóquios, exposições e outras atividades ligadas à vida cultural, política e social da cidade.

Ao comemorar a sua história, a Câmara de Évora abre portas para uma reflexão alargada, sobre a evolução das centralidades em Évora, ao longo dos últimos 500 anos, a forma como a cidade se vê a si própria e como deseja ser vista pelas outras cidades e centros de decisão.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *