Évora, Sociedade

Criação do Centro UNESCO Património Mundial de Évora

Assinatura Protocolo Centro UNESCO_A sede do Grupo Pró-Évora acolheu na passada sexta-feira, 23 de janeiro, a assinatura do Protocolo de Cooperação para a criação do Centro UNESCO Património Mundial de Évora, documento que foi subscrito pela Comissão Nacional da UNESCO em conjunto com as várias entidades sediadas em Évora, que contemplam na sua missão, a diversos níveis de intervenção, a defesa do património classificado, nas áreas do ordenamento e planeamento, conservação, restauro e salvaguarda da sua gestão, divulgação, promoção e valorização e, ainda, da sua integração na vida das comunidades, com a promoção das boas práticas e de uma educação patrimonial.

O protocolo foi assinado, designadamente, pelas seguintes entidades: a Direção Regional de Cultura do Alentejo, a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo, a Câmara Municipal de Évora, a Universidade de Évora, a Fundação Eugénio de Almeida, a Direção de Serviços Região Alentejo da Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares, a Biblioteca Pública de Évora, a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e o Grupo Pró-Évora.

O Vereador Eduardo Luciano, em representação da Câmara Municipal de Évora na cerimónia, afirmou que “a criação deste centro UNESCO é importante por várias razões, primeiro porque irá permitir olhar para o território e para o património de uma outra forma, permitindo promover ações de educação em defesa do património, valorizando ainda mais o património que temos; segundo porque a criação do centro UNESCO reúne na mesma iniciativa, com o mesmo esforço, todas estas entidades da cidade de grande relevância, pelo que espero que seja o abrir de uma nova época de colaboração entre as diversas instituições da cidade na defesa do património”.

Através da assinatura deste protocolo, as entidades intervenientes propõem-se a criar e a dinamizar o centro UNESCO em Évora especializado na área de Património Mundial, o primeiro em Portugal subordinado a esta temática, com sede no Grupo Pró-Évora (rua do Salvador, 1). Como atribuições gerais, o centro deverá colaborar com instituições locais, regionais ou internacionais nas ações e realizações que têm ligação aos objetivos da UNESCO, em particular com a Comissão Nacional, suscitando e encorajando a defesa dos valores proclamados pela UNESCO, contribuindo para a promoção do exercício de uma cidadania mais consciente e mais participativa em torno das questões da conservação, salvaguarda, gestão, divulgação e educação patrimoniais.

Em Portugal existem 30 centros UNESCO no território continental e um na região autónoma dos Açores, fazendo parte do conjunto total dos 4.000 centros existentes por todo o mundo.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *