Póvoa de Varzim, Sociedade

Município da Póvoa de Varzim atribuiu cerca de 700 mil euros a associações do concelho

Município atribuiu cerca de 700 mil euros a associações do concelhoNa Reunião de Câmara realizada dia 19 de janeiro, o Presidente referiu-se ao caso dos pescadores desaparecidos em Sintra como “uma situação que nos constrange a todos e que nos obriga a refletir muito sobre o futuro das pescas no nosso país e sobre as condições de trabalho dos nossos pescadores.

E, até mesmo, sobre a sua consciencialização daquilo que é necessário para operar na profissão de risco que têm. Estamos a acompanhar todo o processo de buscas, até que sejam devolvidos às famílias os corpos e devemos atuar com muita prudência nesta matéria, até por respeito com o luto que as pessoas ainda não fizeram”.

Sobre a aprovação, na Assembleia da República, de um novo procedimento para a dragagem de mais 150 mil m3 durante este ano, no Porto de Pesca, Aires Pereira transmitiu que só fica satisfeito “no dia em que forem repostas as condições de operacionalidade no nosso porto e que os nossos pescadores possam sair em segurança, todos os dias, para trabalhar. Este ainda não é um objetivo atingido. Conseguimos colocar, na ordem do dia, esta questão. Agora, era importante que isto tivesse consequências objetivas”.

Ainda sobre este assunto, o Presidente adiantou que “parte do trabalho de remoção de areias que tem sido feito no Porto de Pesca, com as últimas marés vivas, já foi praticamente todo assoreado. Terão sido retirados cerca de 75 mil m3 de areia, até hoje, ou seja, metade do que estava programado, em cerca de 60 dias. No entanto, grande parte desse trabalho já está destruído devido às últimas alterações climatéricas”.

Aires Pereira deu ainda nota da sua participação no 85º aniversário da Casa dos Poveiros do Rio de Janeiro, referindo que se trata de uma “Casa com mais de 100 anos e a precisar de muitas intervenções. A Câmara tem ajudado para que seja feita a recuperação da casa mas ainda há muito trabalho a fazer porque durante muitos anos a sua manutenção foi abandonada”. O autarca manifestou ainda a sua preocupação com “a mudança geracional e de mentalidades sendo que as pessoas que dirigem, atualmente, a Casa dos Poveiros são, maioritariamente, brasileiros, pessoas que pensam de outra forma. No entanto, também poderá ser uma oportunidade para a abertura da Casa à sociedade e isso possa permitir a sua estabilidade financeira e o seu funcionamento”.

O edil revelou que o Rancho Poveiro continua no Brasil e participa, hoje, 20 de janeiro, nas cerimónias oficiais dos 450 anos da fundação da cidade do Rio de Janeiro.

O executivo municipal aprovou “a antecipação dos fundos disponíveis que permitem que as obras que temos em curso, nomeadamente: Medidas de proteção e reforço da duna primária e do ecossistema dunar da Póvoa de Varzim (1.682.731,55€); Reabilitação da Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição (1.107.700,00€) e Remodelação e ampliação do sistema intercetor entre Aver-o-Mar e ETAR PV/VC: obra – sistema elevatório de Agro Velho (376.319,54€), não parem”.

Foi deliberada e aprovada a proposta de abertura do procedimento de ajuste direto tendo por objeto a contratação de serviços nas áreas de luz e som, maquinaria de cena e audiovisuais para o Cine-Teatro Garrett. Conforme esclareceu Aires Pereira, “trata-se da contratação de técnicos especializados em áreas que a Câmara não tem ninguém para ocupar estas posições. Serão 72.800,00€ para a contratação de cinco técnicos, para o ano inteiro”. Reconheceu, ainda, que os técnicos que já lá estão desde a abertura, e a autarquia pretende manter, “têm recebido os maiores elogios por parte de todos os profissionais e pessoas que têm atuado no Cine-Teatro Garrett”.

O executivo procedeu ainda à aprovação dos subsídios regulares quer para atividade desportiva quer para atividade cultural e social para o ano de 2015. O Presidente informou quais as verbas atribuídas às diferentes associações: “o Clube Desportivo da Póvoa tem um aumento importante no seu subsídio pelo facto de ter a equipa de hóquei na 1ª divisão que passará de 120 mil para 170 mil euros, anual; o Clube Naval Povoense, que no ano 2014 não tinha obtido nenhum subsídio, vai receber o referente a 2014 e 2015 no montante de 60 mil euros, no total; o Atlético Clube da Póvoa, para a manutenção das suas instalações, cerca de 3 mil euros; o Centro Desportivo e Cultural de Navais, para o ciclismo, no montante de 15 mil euros; o Varzim Sport Club tem também aqui a aprovação do seu subsídio anual para a promoção da atividade desportiva no nosso concelho no montante de 200 mil euros; a Associação de Futebol Popular da Póvoa de Varzim, responsável pela organização do Campeonato Interfreguesias, o mesmo montante dos anos anteriores, 140 mil euros; o Póvoa Futsal Clube, 25 mil euros; a Associação Desportiva e Cultural de Balasar, 25 mil euros; a Associação da Banda Musical da Póvoa de Varzim, 17 mil euros; o Octopus, que terá atividade muito mais intensa com início do cinema, no Cine-Teatro Garrett, 5 mil euros; o Varazim Teatro, por tudo o que tem feito pelo teatro, na Póvoa de Varzim, 20 mil euros; A Beneficente, para aquilo que é a sua Cantina Social decidimos, este ano, aumentar em 10% o montante que vínhamos atribuindo anteriormente, passa de 50 para 55 mil euros. Todos os meses, a Câmara faz a transferência da verba correspondente a estas associações, dividindo por 12 os montantes, de modo a que mantenham a sua atividade regular, não só desportiva mas também social e de integração dos nossos jovens, enfim, aquilo que faz de nós um concelho incluído a todos os níveis na Área Metropolitana do Porto”, esclareceu Aires Pereira, revelando que “o montante dos subsídios hoje atribuídos é de cerca de 700 mil euros”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *