Educação, Mação

Autarquia de Mação entregou Bolsas de Estudo e Prémios de Mérito

bolsas_prémiosmérito01A Câmara Municipal de Mação realizou no dia 30 de Dezembro mais uma Cerimónia de Entrega de Bolsas de Estudo e de Prémios de Mérito a jovens estudantes do Concelho. Uma acção que teve início no ano lectivo de 2004/2005 e que, desde então, premeia o bom desempenho escolar dos alunos Maçaenses.

Este ano, a Autarquia concede 20 bolsas a jovens estudantes do Concelho de Mação que frequentam o Ensino Superior no ano lectivo 2014/2015: 10 novas bolsas e 10 renovações, que serão mantidas até ao final dos respectivos cursos, desde que comprovem o seu bom aproveitamento.

Os novos bolseiros estudam Desporto, Condição Física e Saúde; História; Contabilidade e Administração; Gestão; Ciências Farmacêuticas; Gestão do Território; Economia; Psicologia; Radioterapia; Arqueologia Pré-Histórica e Arte Rupestre.

Cada aluno recebe, mensalmente, 150 euros durante os 10 meses do período lectivo, o que se traduz num encargo de 1500 euros anuais por cada um. Ao todo, este ano, o investimento da Autarquia é de 30 mil euros.

Esta foi uma das formas encontradas pela Câmara Municipal de Mação de apoiar as famílias mais carenciadas do Concelho com filhos a estudarem fora contribuindo, simultaneamente, para o enriquecimento do percurso escolar e formação destes jovens.

Vasco Estrela, Presidente da Câmara Municipal de Mação, afirmou nesta ocasião que a Autarquia “faz um esforço significativo no âmbito do apoio às famílias e, sobretudo, na valorização e capacitação dos jovens. É unânime o trabalho que temos feito neste apoio às famílias e fazêmo-lo porque entendemos que dá direito às pessoas para se valorizarem e encontrarem as melhores ferramentas. Sabemos como é viver em Concelhos do Interior, como é o nosso. A Câmara tem uma obrigação social. A de acompanhar aqueles que mais necessitados estão para atingir os seus objectivos, de dizer que têm valor e capacidade para atingirem os seus sonhos e de proporcionar as condições para aqueles que cá vivem”.

Vasco Estrela deixou ainda uma mensagem de esperança no futuro e apelou aos jovens para que cumpram a sua parte. “Não é uma moeda de troca, mas queremos que sejam suficientemente responsáveis e cumpram as formalidades solicitadas no âmbito da atribuição destes apoios. Queremos que façam a vossa parte e que saiam melhor preparados. Peço para que contribuam, colaborem e trabalhem em prol do nosso Concelho, do futuro do nosso Concelho. Precisamos do contributo de todos!”

Na Cerimónia, que decorreu no Auditório do Centro Cultural Elvino Pereira, foram igualmente entregues os cinco Prémios de Mérito aos melhores alunos do 2.º e 3.º Ciclo do Ensino Básico e Secundário da EB2,3/S de Mação do ano lectivo anterior (2013/2014), como forma de reconhecimento pelo seu esforço e boa prestação escolar. Para os melhores alunos do 2.º e 3.º Ciclos foram atribuídos 250 euros e 500 euros para o Ensino Secundário. Refira-se que este ano três alunas tiveram a mesma média no 3.º Ciclo.

2 .º Ciclo: Marta Isabel Durão Matos

3.º Ciclo: Inês Isabel Ribeiro Pereirinha, Maria Leonor Castanho Bento, Amélia Sofia Matos Silva.

Secundário: Ana Maria de Oliveira Aparício Martins.

A atribuição destes Prémios é feita com base na informação disponibilizada pela EB 2,3/S de Mação. Para as Bolsas é aberto um Concurso, sendo atribuídas de acordo o regulamento em vigor.

O “Prémio de Excelência Gonçalo Matos” foi entregue também a Ana Maria de Oliveira Aparício Martins, a aluna com a melhor média do 12.º ano. Esta distinção anual, no valor de 500€, visa galardoar o aluno com a melhor média de ingresso ao Ensino Superior, sendo que tem o nome do aluno do ensino secundário com a melhor média desde que foi instituído. Quando esta média for superada, o prémio ganhará o nome do aluno que o conseguir. Uma vez que ainda não aconteceu, Gonçalo Matos vai continuar a “emprestar” o seu nome a este galardão de excelência.

José António dos Santos Almeida, Director do Agrupamento de Escolas Verde Horizonte, referiu no seu discurso que “este é um montante significativo, que podia ser utilizado pela Câmara noutras coisas, mas ela associou-se às famílias, promovendo a capacitação, conhecimento e competência dos jovens. Ficam com uma dívida, não material, mas de sucesso. É dinheiro de todos os Maçaenses, num investimento em vós”. Focou também o importante trabalho da comunidade escolar, “que trabalha para que todos atinjam a excelência” e da família. “A Escola pode fazer tudo, mas se não tiverem a âncora que é a família, torna-se mais complicado”.

Esta Cerimónia foi brindada com a actuação da Sociedade Filarmónica União Maçaense, também ela composta por muitos jovens, numa clara demonstração daquilo que se pode fazer com muita dedicação e motivação.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *