Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Câmara Municipal entregou apoios NaturaLanhoso

Entrega Naturalanhoso 1A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso procedeu à entrega dos apoios NaturaLanhoso. Desta vez, são 53 as famílias abrangidas por este incentivo à natalidade e ao comércio local, num investimento de perto de 30 mil euros.

“Isto é um miminho que nós damos aos Povoenses, mas é um mimo e é agradável. E é também uma maneira de incentivarmos o comércio local. É uma forma de a Câmara mimar e acarinhar a natalidade e as famílias e de, paralelamente, apoiar o comércio local”, referiu, o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, no final da cerimónia simbólica de entrega destes apoios que se realizou no Salão Nobre dos Paços do Concelho, no passado dia 18 de dezembro.

Para o autarca Povoense, “tem de haver este tipo de incentivos para que todo este investimento que temos feito em equipamentos na educação e no desporto estejam ocupados futuramente. Estamos a criar condições e a investir e isto tem de ter utilização”, salientou, considerando ainda que, cada vez mais, os autarcas têm de se virar para a intervenção social. “Temos de pôr as pessoas à frente das obras, do investimento”, afirmou.

Cláudia Lopes, mãe do pequeno Salvador, de um mês, mostrou-se satisfeita por esta medida. “Tudo aquilo que nos é dado é sempre bem-vindo”, considerou revelando que o valor de 500 euros que vai receber será utilizado no carrinho e na baby cock para o bebé, primeiro filho. “É sempre bom e uma ajuda preciosa, ainda mais nestes tempos”. Para esta jovem mãe, faz todo o sentido que o valor concedido tenha de ser despendido no comércio local. “É também darmos riqueza ao nosso concelho. Não fazia sentido de outra forma. É dar riqueza aos nossos, às nossas lojas, que também precisam e ao comércio tradicional”, salientou. Também para Pedro Esteves, pai do Tiago, segundo filho, este apoio “é importante” e vai ser utilizado principalmente em roupa. Cacilda Rodrigues, mãe do Gonçalo, primeiro filho, considera que este apoio vai fazer diferença. “Ajuda sempre, principalmente para as vacinas que não são comparticipadas, para as fraldas, toalhitas, é importante, tudo o que vier é bem vindo”, refere, considerando que utilizar no comércio local é uma boa medida. “É importante, para ajudar o comércio local. É uma boa ajuda”.

Desde a sua implementação, em 2013, esta medida já abrangeu 194 crianças, envolvendo um investimento global de cerca de 96 mil euros. Em 2014, foram 95 os bebés abrangidos, num investimento de perto de 52 mil euros. Os apoios variam entre os 500 euros e os 1000 euros, dependendo do número de filhos do agregado familiar, valores que têm de ser utilizados em artigos para o bebé adquiridos no comércio da Póvoa de Lanhoso.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *