Póvoa de Varzim, Turismo

Rabanada à Poveira: um produto de referência

Rabanada à Poveira um produto de referênciaA 17ª edição do Concurso Delícia de Rabanada aconteceu, no Posto de Turismo e contou com a participação de 18 estabelecimentos comerciais que submeteram as suas rabanadas à apreciação do júri.

O júri, constituído por Augusto Pereira (Presidente da Casa Escola Agrícola Campo Verde), Camilo Sousa (representante da APHORT), Chef José Silva, Chef Marco Gomes, Cristina Félix (Diretora da Escola de Hotelaria de Turismo – Viana do Castelo), Cristina Mendes (Turismo do Porto e Norte de Portugal), José de Azevedo (Presidente da Confraria dos Sabores Poveiros), Luís Correia (Coordenador do Curso de Gestão e Administração Hoteleira) e Paulo Sá Machado (Gastrónomo e Presidente da Confraria da Broa de Avintes), elegeu o Restaurante O Farol como 1º Classificado, o Restaurante Manjar dos Leitões como 2º Classificado e o Restaurante Di António como 3º Classificado. Decidiu ainda atribuir uma Menção Honrosa à Confeitaria Dájuri e o Prémio Apresentação ao Restaurante 31 de Janeiro.

O Presidente da Câmara Municipal, Aires Pereira, esteve presente no evento e congratulou os participantes, reconhecendo que a qualidade e referência da rabanada à poveira se deve muito a este concurso que já vai na sua 17ª edição. Aproveitou ainda para agradecer a todos os particulares que ao longo dos anos foram concorrendo e também deram o seu contributo para o sucesso deste doce.

Recorde-se que na edição deste ano só foram admitidos a concurso estabelecimentos comerciais e não particulares. Esta exclusão da possibilidade de participação de particulares foi precisamente motivada pela evolução que o concurso sofreu e que vem ao encontro do objetivo que teve na sua génese: promoção da rabanada como o doce de referência da cidade e fomento da procura deste produto, incentivando a sua comercialização em diferentes estabelecimentos de restauração.

No entanto, a vertente solidária deste concurso manteve-se e, durante a tarde de ontem, foram angariados 325 euros com a venda de rabanadas e irão reverter a favor do Centro Social e Paroquial de Aver-o-Mar.

A acompanhar a rabanada à poveira também houve uma prova de vinhos «Quinta d’Amares», fortemente premiados no país e estrangeiro.

Para além de tudo isto, aconteceu ainda um momento musical pelo Quarteto de Cordas da Escola de Música da Póvoa de Varzim.

Veja algumas imagens deste 17º Concurso Delícia de Rabanada.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *