Cultura, Montijo

Montijo acolhe Festival 6 Continentes

 

festival 6 continentes (3)Montijo foi um dos palcos do Festival 6 Continentes, um grande evento de celebração da lusofonia no Mundo. No dia 6 de dezembro, mais de 60 cidades em todos os continentes receberam, simultaneamente, exposições, atuações musicais, espetáculos de dança e outros eventos culturais.

A Câmara Municipal do Montijo associou-se, assim, ao Festival, uma iniciativa do produtor musical Filipe Larsen, que pretendeu através dos laços da língua e do entretenimento aproximar a comunidade lusófona.

De manhã, na Praça da República, a programação do Festival contou com as atuações das bandas Replay, Revolution, X Plain e do grupo de Hip Hop United Dance Crew, todos da Academia de Artes Sinfonias & Eventos, num evento com uma considerável presença de público.

Ao final da tarde, no Museu Municipal Casa Mora foi inaugurada uma exposição de artes plásticas que reúne trabalhos de pintura, escultura, instalação e fotografia de diversos artistas.

Nuno Canta, presidente da Câmara Municipal do Montijo, salientou que “a autarquia apoiou, desde a primeira hora, a ideia do Festival 6 Continentes, um evento cultural de afirmação da lusofonia que assenta em valores fundamentais como a tolerância, a liberdade, a fraternidade e a igualdade”.

Luís Graça, em representação da organização, agradeceu o empenho e o esforço da Câmara Municipal do Montijo: “a câmara não quis deixar de fazer parte do Festival, gostaram da ideia e apoiaram totalmente”.

A exposição do Festival 6 Continentes é composta por obras de Lena Gal, Jorge Bandeira, Ricardo Passos, Gabriel Rito, António Gomes Anacleto, Massimo Esposito, Jorge Rebelo, Artur Nogueira, José Augusto Coelho, Henrique Tigo, Bruno Prekatado, Licínio Saraiva, Henrique Mourato, Carlos Godinho, António de Matos Ferreira, Ricardo Cardoso Coxixo, Luís Fernando Graça, Carmen dos Santos, Duarte Crispim, Ricardo Tomás, Maria João Rodrigues, Paula Cardoso Graça e José D`Almeida.

Pode ser visitada no Museu Municipal Casa Mora até 9 de janeiro, de segunda a sexta-feira (9h00-12h30 e 14h00-17h30), sábado e domingo (10h00-13h00 e 14h00-17h00). ´

A entrada é livre. Não perca!

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *