Lamego, Sociedade, Tecnologia

Iluminação LED do Santuário dos Remédios em Lamego ganha prémio em concurso internacional

Iluminacao_nova_LAMEG2014A cidade de Lamego foi distinguida com o terceiro prémio no concurso internacional “Auroralia Award 2014” pela nova iluminação do escadório do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios com recurso a tecnologia LED. Este galardão reconhece, de entre todas as iniciativas de iluminação exterior do mundo, as que melhor minimizam o impacto ambiental do projeto de iluminação.

A iniciativa “Auroralia Award”, criada pela Schréder e Luci – rede internacional de cidades para a iluminação urbana -, é um dos prémios, a este nível, mais importantes no mundo. O objetivo desta distinção é premiar anualmente três cidades que implementem um projeto de iluminação exterior que reduza o impacto ambiental, do modo mais percetível, exemplar e original possível, utilizando soluções inovadoras.

Este ano, Lamego obteve o terceiro prémio, entre 17 cidades a concurso, tendo sido o primeiro atribuído a Eindhoven (Holanda) e o segundo a Málaga (Espanha). O júri independente é composto por jornalistas, especialistas em iluminação urbana, urbanismo e desenvolvimento sustentável.

A nova iluminação do Escadório e das avenidas centrais da cidade de Lamego, com recurso a tecnologia LED – Light Emitting Diode, entrou em funcionamento em janeiro deste ano, através de um projeto desenvolvido pela Associação Douro Alliance – Eixo Urbano do Douro.

A primeira fase correspondeu à aquisição e instalação de luminárias LED nas avenidas Dr. Alfredo Sousa e Visconde Guedes Teixeira tendo sido renovada a iluminação nos jardins destas vias, pertencentes ao Eixo Barroco. Esta renovação permite à Câmara Municipal um elevado grau de poupança energética (70%) e garante o enobrecimento dos jardins e espaços urbanos. Numa segunda fase, procedeu-se à iluminação cénica do escadório do Santuário de Nossa Senhora dos Remédios, igualmente com recurso à tecnologia LED. A solução de iluminação baseou-se na necessidade de valorizar o património, considerando os aspetos turísticos inerentes, uma vez que se garante uma perspetiva noturna do escadório, anteriormente inexistente.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *