S. João da Madeira, Sociedade

Universida​de Sénior de S. João da Madeira vai para o Palacete dos Condes

Visita Universidade Sénior ao Palacete dos CondesResponsáveis da Universidade Sénior de S. João da Madeira visitaram o Palacete dos Condes, onde será instalado esse serviço à comunidade sanjoanense promovido pelo Rotary Clube do concelho. Uma visita em que acompanharam o Presidente da Câmara, Ricardo Oliveira Figueiredo, e os vereadores Miguel Oliveira e Dilma Nantes.

O Palacete dos Condes foi recuperado pelo Município sanjoanense precisamente com o objetivo de “o devolver à comunidade para um projeto de elevado interesse municipal”, como se lê na proposta de cedência à Universidade Sénior aprovada recentemente pela Câmara.

 

Mais-valia para a cidade

O presidente da autarquia de S. João da Madeira, Ricardo Oliveira Figueiredo, realça o papel da Universidade Sénior na “promoção de uma longevidade saudável de plena participação na sociedade”, considerando que “a ocupação do Palacete dos Condes por tão meritória instituição sanjoanense honra a história e importância do edifício”, constituindo, ao mesmo tempo, “uma mais-valia para a cidade”.

A Universidade Sénior sanjoanense – cujas instalações atuais “pouco concorrem para o cumprimento dos seus objetivos” – desenvolve um importante trabalho na promoção de atividades de participação cívica, manutenção da autonomia pessoal e envelhecimento ativo. Na sua ação destaca-se, para além das aulas e oficinas, a dinamização de teatro e coro, o voluntariado social, a realização de convívios e muitas outras propostas dirigidas à população sénior de S. João da Madeira.

 

Edifício com história

Um dos mais belos exemplares das chamadas “casas de brasileiros” da região, o Palacete Conde Dias Garcia (conhecido como Palacete dos Condes) albergou durante muitos anos a sede do tribunal da comarca de S. João da Madeira. Depois de um incêndio que provocou fortes danos no imóvel, a autarquia procedeu à sua requalificação, devolvendo-lhe a dignidade perdida.

A operação de recuperação e restauro realizada respeitou as caraterísticas originais do edifício e tendo em especial consideração a nobreza e a história associadas ao imóvel. A intervenção abrangeu também o arranjo dos jardins envolventes e do muro delimitador, assim como o alargamento da rua em frente ao portão principal.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *