Póvoa de Varzim, Sociedade

Município da Póvoa de Varzim reconhece trabalho credível e apoia USRCPV

Município reconhece trabalho credível e apoia USRCPVNa reunião do executivo municipal, realizada no dia, 1 de dezembro, e presidida por Luís Diamantino, Vice-Presidente da Câmara, foi aprovada a atribuição ao Rotary Club da Póvoa de Varzim, para a sua Universidade Sénior, um apoio para os custos inerentes ao arrendamento do espaço destinado ao seu alargamento.

Conforme explicou o Vice-Presidente, “a Câmara Municipal irá pagar, mensalmente, a quantia de 600 euros para a renda do novo andar, num edifício que pertence à Paróquia de S. José.

Esta é uma forma que temos de apoiar esta instituição. Aliás, é a primeira vez que vamos apoiar de uma forma financeira esta instituição que já existe há 6 ou 7 anos na Póvoa de Varzim e que demonstrou que merece o apoio da Câmara Municipal.

É frequentada por mais de 180 seniores e tem sido desenvolvido um trabalho exemplar com estas pessoas”.

Luís Diamantino transmitiu que “a Universidade Sénior prolifera por todo o país e tem objetivos comunitários como agregar as pessoas, tirá-las de casa. Neste sentido, a USRCPV vai disponibilizar 5 ou 6 lugares gratuitos para pessoas que não podem pagar a inscrição.

É um trabalho que tem que ser apoiado, tal como acontece em todo o país. Ainda mais quando a instituição já deu provas e tem feito um trabalho credível no concelho”, reconheceu.

Foi ainda aprovada a contratação, através do Instituto de Emprego e Formação Profissional, de um professor para ser monitor do Projeto “Mundo na Escola”, que vai estar no Museu Municipal e irá trazer à Póvoa de Varzim as escolas da região norte.

O Vereador da Educação e Cultura esclareceu que “o Ministério da Educação vai colocar aqui na Póvoa o projeto “Mundo na Escola”, que se baseia no livro editado por Rómulo de Carvalho (pseudónimo António Gedeão), que trata a Física de uma forma muito comum, a Física no dia-a-dia, como podemos fazer experiências com materiais que temos em casa.

Durante vários meses, muitos alunos do Norte do país poderão usufruir desta possibilidade de fazer uma espécie de ciência viva, trabalhada no Museu Municipal”.

O executivo aprovou também isentar do pagamento de taxas a licença de obras de ampliação e de alteração do edifício do Centro Social de Bem-Estar de S. Pedro de Rates, no valor global de 47.477,76 €.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *