Sociedade, Tomar

Tomar recebe cidades espanholas para preparar criação da Rota Europeia de Cidades Templárias

Ponferrada visitaTomar vai acolher, entre quinta-feira e sábado, dias 27 a 29 de Novembro, um conjunto de reuniões trilaterais com as cidades de Ponferrada e Monzón, as quais já manifestaram publicamente o seu interesse em constituir uma candidatura conjunta para o desenvolvimento de uma Rota Europeia de Cidades Templárias. De Ponferrada estará presente o alcaide Samuel Arias, acompanhado da concejal (vereadora) do Turismo Monserrat, e de Monzón o primier tenente de la alcaldesa (vice-presidente) Javier Vilarrubí, acompanhado pelo concejal do Turismo, Jesus Guerrero.

Os participantes serão recebidos oficialmente no Palácio de D. Manuel na sexta-feira, dia 28, pelas 9h30, visitando em seguida o Castelo Templário e o Convento de Cristo. Durante a tarde, haverá reuniões de trabalho, terminando o dia com um jantar templário.

O sábado começará com uma visita ao Castelo Templário de Almourol, seguindo-se um almoço de trabalho, em Tomar, para aprovação das conclusões do encontro, que terminará com visitas à Sinagoga de Tomar (a mais antiga de Portugal) e à igreja de Santa Maria dos Olivais, onde estão sepultados os mestres templários.

A Rota Europeia de Cidades Templárias pretende fazer chegar aos turistas a temática templária, tendo por base territórios diversos, com diferentes estádios de conservação da sua memória; identificar elementos originais de património material ou imaterial, de ligação com ordens conexas, como por exemplo os Cistercienses, os Hospitalários ou de Calatrava, que possam valorizar os seus territórios numa perspectiva de desenvolvimento sustentável; identificar os locais significativos, já visitáveis ou que o possam ser no futuro, em Portugal, Espanha, França, Itália e Grã-Bretanha, sem excluir outros na Europa ou Médio Oriente, onde a presença templária ajudou a construir e a desenvolver cidades; e potenciar, através do Programa Europeu SUDOE, o intercâmbio cultural e a presença institucional das diferentes cidades templárias.

Tomar, herdeira natural das sedes ancestrais das Ordens de Cristo e dos Templários no contexto nacional, e onde a marca templária tem vindo a ser cada vez mais dinamizada, tem sido motor da constituição desta Rota com o estabelecimento de contactos com diversas cidades europeias.

Para além de todo o legado templário, Tomar apresenta ainda como pontos fortes para incluir nesta rota a herança judaica consubstanciada na sua Sinagoga, o facto de ser um importante ponto de passagem dos Caminhos de Santiago e as festividades pagãs da fertilidade da terra apropriadas pela Igreja Católica nesse espectáculo único que é a Festa dos Tabuleiros.
Depois deste encontro com Ponferrada e Monzon, que se segue à recente visita a Troyes, em França, Tomar terá irá estabelecer contactos com outras cidades europeias já no primeiro trimestre de 2015, com vista a convidá-las para se juntarem a esta iniciativa conjunta, de forma a poderem ser apresentadas, o mais tardar em 2016, várias candidaturas conjuntas, quer para a vertente de investigação, quer para a de animação, com vista à concretização no terreno da Rota Europeia de Cidades Templárias.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *