Cultura, Portimão

Ópera de Donizetti fecha programação de novembro no Teatro Municipal de Portimão

29 Novembro - Rita ou le Mari Battu-1A programação de novembro do TEMPO – Teatro Municipal de Portimão encerra em grande com a ópera em um acto “Rita, ou le mari battu”, de Gaetano Donizetti, protagonizada pelo Ensemble Contemporaneus, no dia 29, às 21h30. 

No  ano  de  1841,  Donizetti  encontrava-se  em  Paris  a aguardar  a chegada do libreto para a nova ópera que  o Scala  de  Milão  lhe  havia  comissionado e, sendo  um compositor bastante  ativo,  estes  períodos de  pausa no trabalho  tornavam-se  penosos,  pelo  que,  num  encontro com  o  escritor  Gustave  Vaez,  que  já  havia  escrito  dois librettos  para  óperas  suas,  pediu-lhe  para  escrever  um libreto  pequeno  para  uma  ópera  de  curta  duração, somente  para que  ele  pudesse  estar ocupado  enquanto aguardava a chegada do material do Scala.  

Vaez aceitou o desafio e, em poucos dias, escreveu  o enredo de “Rita, ou le mari battu”, uma ópera cómica em um acto.

Donizetti completou a ópera em oito dias, contudo quer por rejeição de teatros, quer por uma série de infortúnios, nunca conseguiu ver este trabalho estreado em vida.

A partitura foi encontrada entre o seu espólio após a sua morte em 1848. 

Rita é  uma comédia  amorosa  que,  retratando  um  assunto atual da sociedade, a violência doméstica, mostra-nos  no  final  como  o  amor  e  o  respeito  mútuo  por  cada membro do casal são a solução para colocar fim a este flagelo.

A Contemporaneus

Fundado  em  2003  e  gerido  artística  e  administrativamente,  desde  2005,  pela  Contemporaneus, associação  para  a  promoção  da  arte  contemporânea,  o  Ensemble  Contemporaneus  conta actualmente com um efectivo de 16 músicos e apresenta-se regularmente em várias cidades do país sob a direcção de maestros como Rui Ribeiro, Vera Baptista, Paulo Lourenço, Roberto Perez, Pedro Amaral, Christopher Bochmann e João Paulo Santos.

Os principais objectivos do Ensemble Contemporaneus são divulgar o repertório escrito nos séculos XX e XXI e ajudar a dinamizar e a estimular a criação musical, através de encomendas e de estreias regulares  de  obras  de  compositores  portugueses  e  estrangeiros.

Apresentando-se  sobretudo em recitais  e  em concertos  interpretando obras  de  compositores  tão diversos  como  Arnold  Schoenberg,  Anton  Webern,  Edgar  Varèse,  Igor  Stravinsky,  Karlheinz Stockhausen, Christopher Bochmann, Eurico Carrapatoso, David Heuser ou  Lindenberg Cardoso,  o Ensemble Contemporaneus iniciou-se na produção de espectáculos de ópera, com as obras “Cosi fan tutte”, de W. A. Mozart (temporada 2011|2012), “La princesse jaune”, de Camille Saint-Saëns e “The wandering scholar”, de Gustav Holst (temporada 2012|2013).

Os bilhetes custam 15 euros (preço normal) e 12 euros para menores de 18 anos ou maiores de 65 anos, havendo, no entanto, um desconto de três e dois euros, respectivamente, para quem adquirir os bilhetes até à próxima quinta-feira.

Todos os ingressos podem ser adquiridos na bilheteira do TEMPO, aberta de terça a sábado, das 13h30 às 18h30, e em dias de espectáculo das 13h30 às 21h30. Para mais informações ou reservas: 282 402 475 / 961 579 917, ou através do sítio na Internet: www.teatromunicipaldeportimao.pt.

 

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *