Póvoa de Lanhoso, Sociedade

Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e Sol do Ave apresentar​am projeto Social Angels – Comunidade Empreended​ora

Apresentacao Social Angels 2A Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso e a Sol do Ave – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Vale do Ave apresentaram o projeto Social Angels – Comunidade Empreendedora.

“Acredito que temos massa crítica aqui na Póvoa de Lanhoso para que este projeto seja um projeto de sucesso”, considerou o Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Lanhoso, Manuel Baptista, admitindo que o emprego é uma preocupação diária. “Somos parceiros [da Sol do Ave] e estamos sempre abertos a outras parcerias que venham desenvolver a economia local e orientar os jovens para o futuro e não tenham que emigrar”, referiu.

Manuel Baptista sublinhou que a Câmara Municipal acarinha os empreendedores e reconheceu a relevância do empreendedorismo e dos empreendedores no processo de desenvolvimento do concelho, ao nível da consolidação de uma comunidade mais coesa e sustentável. É de destacar que o Município da Póvoa de Lanhoso se apresenta como uma das portas de entrada para o empreendedorismo, acompanhando e dinamizando o processo localmente, através do Gabinete de Promoção do Desenvolvimento Económico, em constante articulação com os atores dos diversos setores.

O Social Angels, projeto, que se prolongará até março de 2016, pretende iniciar o trabalho junto de uma base de 50 jovens, mas o objetivo é alargar esse número. Pretende-se ainda que, no final, existam oito projetos de empreendedorismo, três dos quais estruturantes, que além de autoemprego possam gerar outros postos de trabalho. “Penso que não pusemos a fasquia muito alta, é realista. Estou convencido de que os números deste projeto vão ser ultrapassados, acredito nos jovens Povoenses, nos técnicos e nos parceiros”, transmitiu o autarca, salientando que é importante que “os jovens comecem a pensar que o futuro deles também passa pela sua criatividade, pela sua imaginação e pela sua entrega a um projeto”.

O Social Angels – Comunidade Empreendedora é cofinanciado pelo Programa Cidadania Ativa –  EEA Grants – Fundação Calouste Gulbenkian. Representando a Sol do Ave, Marta Coutada, fez um enquadramento do projeto, que “ficou em terceiro lugar entre variadíssimos projetos que foram submetidos a financiamento a este mecanismo financeiro, o que nos deixou – tanto à Sol do Ave como ao Município da Póvoa de Lanhoso – muito orgulhosos do resultado que obtivemos”. O Social Angels “surgiu da necessidade de responder ao problema do desemprego juvenil e de mobilizar toda a comunidade – organizações públicas e privadas, empresários, jovens, para que, de uma forma criativa e participada, identifiquem e desenvolvam ideias suscetíveis de dar origem a projetos facilitadores da empregabilidade juvenil”, referiu. Surgiu no seguimento de todo um trabalho de base, que foi desenvolvido no âmbito do Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS) do Ave, que foi o projeto Territórios_In, que também decorreu na Póvoa de Lanhoso e que terminou em 2013. “E que semeou as sementes que deram origem depois a este projeto, explicou aquela responsável. “Este projeto é possível também graças a toda a abertura e a toda a disponibilidade e empenho do Município da Póvoa de Lanhoso nesta temática, porque o projeto CLDS envolveu outros municípios, mas o que é certo é que as sementes que foram lançadas na Póvoa de Lanhoso deram fruto”.

A coordenadora da Área de Desenvolvimento Social da Sol do Ave, Maria José Afonso, apresentou as atividades previstas no Social Angels, “que é uma comunidade empreendedora que visa responder ao problema do desemprego de jovens e mobilizar para o efeito um conjunto de agentes do território, desde empresas, IPSS’s, organizações de desenvolvimento local, outras entidades públicas e privadas, e os próprios jovens no processo de procura criativa de soluções para o desemprego”. Em seu entender, “vai lançar para o terreno um conjunto de sementes que germinarão, sendo que será responsabilidade do projeto, após esse lançamento das sementes, cuidar delas, cuidar da emergência dos produtos que daí possam resultar, regá-las, fertilizá-las, pulverizá-las e apoiar todo o seu processo de crescimento. Isto será feito pelos Social Angels, que são todos os agentes da comunidade, que através das suas missões e competências convergirão para a emergência e consolidação desses mesmos projetos”.

Esta apresentação decorreu no dia 24 de novembro. Na mesma oportunidade, foi apresentada uma primeira iniciativa, que dará a conhecer com mais pormenor o projeto, o Seminário “Comunidade Empreendedora: a sociedade civil no estímulo ao emprego jovem”, agendada para o próximo dia 27 de novembro, no Theatro Club da Póvoa de Lanhoso.

 

Consultar aqui o programa do Seminário “Comunidade Empreendedora: a sociedade civil no estímulo ao emprego jovem”

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *