Santa Maria da Feira, Sociedade

Formação internacional na Lituânia para técnicos da área da Juventude – Santa Maria da Feira

Formação_LituâniaDuas jovens de Santa Maria da Feira, que trabalham na área da Juventude, integraram o grupo de quatro elementos que representaram Portugal numa formação internacional que envolveu seis países, realizada no Centro de Formação de Daugirdiskes, na Lituânia.

O Yellow Brick Road – Career guidance competencies training for youth workers, projeto dirigido a técnicos que trabalham na área da juventude, promovido pela associação lituana Nectarus e financiado pelo programa Erasmus +, visa desenvolver instrumentos de trabalho que permitam promover programas e projetos no âmbito do emprego jovem, com recurso a diversas técnicas, mas com um enfoque especial no coaching.

Nesta formação internacional estiveram representados seis países: Lituânia, Letónia, Roménia, Itália, Turquia e Portugal, num total de 22 participantes e duas formadoras.

Este projeto de aprendizagem permitiu o desenvolvimento profissional e pessoal de todos os intervenientes, através da aquisição de novas competências sociais, comunicacionais e interpessoais, entre outras, baseadas na aprendizagem experimental e numa lógica de educação não formal, contribuindo assim para o aumento do impacto e da qualidade do trabalho daqueles que intervêm no âmbito da Juventude.

De Portugal participaram Teresa Ferreira, da Câmara Municipal de Santa Maria da Feira, Marta Carvalho, da Casa dos Choupos – Cooperativa Multissectorial de Solidariedade Social CRL, Vânia Lopes, coordenadora do Projeto Vivacidade do Programa Escolhas do Cacém, e Izabela Duminica, estudante de psicologia do Programa Erasmus na Universidade de Trás-os-Montes (Vila Real) e com intervenção no tecido associativo juvenil

Deste curso resultou a capacitação individual e a construção de uma forte rede de cooperação entre vários países que se encontram já a desenhar projetos de mobilidade para os jovens, com o intuito de promover a aquisição de competências, consolidação de conhecimentos e a interculturalidade.

“A forma mais eficiente de ajudar é oferecer o suporte necessário para que as pessoas, especialmente os jovens, sejam capazes de encontrar as respostas dentro de si”, referem as participantes.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *