Castro Marim, Cultura

Escultura de Sara Navarro em exposição na Igreja do Castelo de Castro Marim

exposicao fragmentos“Fragmento” é o nome da nova exposição da Igreja do Castelo de Castro Marim. Inaugurada no dia 1 de dezembro, pelas 18h00, esta exposição de escultura de Sara Navarro ficará patente ao público até ao próximo dia 1 de fevereiro de 2015.

Na inauguração a artista convida os visitantes a assistirem a uma apresentação do seu trabalho de investigação de doutoramento “Escultura, Arqueologia e Museus: Transfigurações e medições contemporâneas”  (Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa – 2014).

“Fragmento” responde ao fascínio da artista pelos fragmentos arqueológicos vindos de sociedades extintas e enigmáticas. “Os fragmentos, como parte incompleta de um todo perdido, definem-se, formalmente, tanto em termos de presença como de ausência. Como índex de algo perdido, eles incorporam o poder do todo ausente, presentificam-no. Enquanto vestígios, são reverberadores da forma como o passado persiste no presente.”, refere Sara Navarro sobre a exposição. Num salto entre milénios, que parte de uma atração pelas origens, a artista faz uma conexão entre os processos criativos dos objetos cerâmicos mais “arcaicos” ou remotos e a criação contemporânea. As suas esculturas evocam a arte e a cultura de outros lugares e de outros tempos, algo que desperta os ecos de uma terra antiga.

Sara Navarro, doutorada em Belas-Artes Escultura pela Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa, desenvolve a sua atividade entre o ensino, a investigação e a prática artística. Desde 2005, é professora assistente do Instituto Superior Manuel Teixeira Gomes, em Portimão. Atualmente desenvolve dinâmicas de trabalho ligadas à relação entre Arte e Ciência no âmbito do seu trabalho no Centro de Ciência Viva de Lagos.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *