Cultura, Santa Maria da Feira

Homenagem invulgar à história da cortiça em Santa Maria da Feira

cortiça/2/ 22O Imaginarius – Festival Internacional de Teatro de Rua de Santa Maria da Feira vai homenagear a indústria transformadora da cortiça do concelho, epicentro mundial de produção de rolhas e outros derivados deste produto natural. De 15 de novembro a 14 de dezembro, a Casa da Cultura de Lourosa acolhe a instalação sonora multicanal “Memória Sonora da Cortiça”, de Luís Gomes da Costa, coordenador da associação Binaural/Nodar.

Este projeto partiu de um trabalho de campo multidisciplinar, assente na análise de documentos históricos, registos sonoros em fábricas de cortiça mapeados juntamente com a comunidade escolar do concelho e entrevistas a atores relevantes do setor, como atuais e antigos operários, empreendedores, dirigentes associativos e gestores museológicos.

Na Casa da Cultura de Lourosa será criado um ambiente imersivo e contemporâneo, que homenageia de forma inovadora a história da cortiça, particularmente dirigido às crianças e jovens do concelho, permitindo que aprofundem o seu conhecimento e sentido de identidade em relação a uma indústria que, em muitos casos, liga várias gerações das suas próprias famílias.

“O que ressalta é também a história de gerações de homens e mulheres, na maioria simples, com os quais, com uma resiliência ímpar, souberam transportar a herança passada de uma indústria que nasceu artesanal rumo a novos modelos de produzir, inovar e comercializar”, refere Luís Costa, na sinopse do projeto.

“Santa Maria da Feira é, pois, um caso raro em vários domínios: na ligação profunda e quotidiana entre memória e futuro, entre empreendedorismo e operariado, e entre recursos naturais e indústria”, acrescenta o coordenador do coletivo artístico Binaural/Nodar.

A instalação “Memória Sonora da Cortiça” é um dos projetos do Imaginarius 365, secção do festival que dá especial relevo à vertente formativa e à afirmação de Santa Maria da Feira como cidade criativa, promovendo ações e apontamentos artísticos que ocupem o espaço público ao longo de todo o ano.

 

 

Horário: 10h00 » 12h30 | 14h00 » 19h00

 

Entrada livre

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *