Cultura, Torres Vedras

Teatro-Cine de Torres Vedras acolhe mais um concerto da Orquestra Académica Metropolitana

orquestra académica metropolitanaA Orquestra Académica Metropolitana atua no próximo dia 19 de outubro, pelas 16h, no Teatro-Cine de Torres Vedras.

De referir que esta orquestra estreou-se em 1993, na sequência da criação da Academia Superior de Orquestra – uma instituição única no país, destinada a formar músicos profissionais nas áreas de Instrumento e Direção de Orquestra. O ensino aí ministrado baseia-se num acompanhamento individual especializado, na prática de música de câmara e numa componente teórica complementar, sendo a orquestra o eixo central da formação.

Entre 1994 e 2000 aquela academia foi orientada pedagogicamente pelo professor João Pinheiro, a quem se deve parte do sucesso e reconhecimento que essa escola tem hoje em dia. Desde o seu início, a Orquestra Académica Metropolitana é orientada por Jean-Marc Burfin que é, simultaneamente, o seu maestro titular e diretor artístico. Constituída inicialmente por menos de trinta elementos, é hoje uma formação sinfónica englobando cerca de 70 músicos. Com uma temporada que se estende ao longo de cada ano letivo, mantém uma atividade regular de ensaios e concertos, apresentando-se não só na área metropolitana de Lisboa como também noutras zonas do país.
Com largas centenas de concertos realizados, abarcando um reportório que vai do Barroco à música do século XX, a Orquestra Académica Metropolitana tem executado obras de compositores como Bach, Haydn, Mozart, Beethoven, Brahms, Schubert, Mendelssohn, Mahler, Ravel, Debussy, Milhaud, Bartók, Hindemith, Stravinski e Varèse, entre outros.

Para além do seu maestro titular, esta orquestra é habitualmente dirigida pelos alunos do Curso Superior de Direção de Orquestra. Muitos dos seus concertos contam com a presença de maestros convidados como Jean-Sébastien Béreau, Pascal Rophé, Robert Delcroix e Brian Schembri.

A Orquestra Académica Metropolitana possibilita ainda aos alunos da referida academia a apresentação regular a solo. Já teve, aliás, o privilégio de tocar com vários solistas de renome como António Rosado, Gerardo Ribeiro, Paulo Gaio Lima, Liliane Bizineche, Francine Romain, Miguel Borges Coelho, Artur Pizarro e François Leleux.

Entre as suas deslocações, aquela orquestra já participou no Porto 2001 Capital da Cultura; num encontro internacional de orquestras de jovens onde tocou o “War Requiem” de Britten; fez várias digressões pelos Açores; esteve no VII Ciclo Internacional de Orquestras Universitárias, em Saragoça; e subiu ao palco do Theâtre de la Monnaie, em Bruxelas. Na presente temporada tem agendados seis programas diferentes, participando ainda nos concertos sinfónicos dos Dias da Música em Belém com a Orquestra Metropolitana de Lisboa.

O programa do concerto da Orquestra Académica Metropolitana no Teatro-Cine de Torres Vedras é o seguinte:

B. Bartók Imagens Húngaras, Sz. 97

C. Debussy Petite Suite  (orq. de Henri Büsser)

L. v. Beethoven Sinfonia n. º 5, Op. 67

 

 

A entrada para se assistir a este concerto é gratuita.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *