Montijo, Sociedade

Partilha de Experiências visa maior qualidade de vida – Montijo

DSC_5105No dia 9 de Outubro teve lugar o I Encontro Técnico sobre Partilha de Boas Práticas de Intervenção com a População Sénior, na Galeria Municipal.

O encontro que se iniciou com um momento musical a cargo do Grupo de Cantares “As Ceifeiras”, da Associação de Reformados, Pensionistas e Idosos do Montijo contou com a presença do presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, da vereadora do pelouro de Desenvolvimento Social e Promoção da Saúde, Maria Clara Silva, e de Ana Clara Birrento, diretora do Centro Distrital de Setúbal da Segurança Social.

Durante o evento foram apresentados casos de boas práticas municipais, da Câmara Municipal do Montijo e de Lisboa e de diversas instituições locais, bem como testemunhos, na primeira pessoa, de seniores que revelaram como a sua vida mudou e melhorou desde que aderiram a diversos projetos locais da Câmara Municipal do Montijo.

Na sua intervenção o presidente da autarquia montijense afirmou que a questão do envelhecimento ativo tem sido uma prioridade. “Medidas que promovem o turismo sénior, o trabalho a tempo parcial, o voluntariado e a formação ao longo da vida. É esta a essência das nossas políticas. É esse o testemunho dos projetos municipais gizados para permitir aos idosos do Montijo uma melhoria significativa da sua qualidade de vida”.

A directora do Centro Distrital Segurança Social congratulou a autarquia pela iniciativa e recordou que “na área dos idosos, a Segurança Social transfere 2,5 milhões de euros, anualmente, para as instituições do concelho do Montijo”.

“Estamos atentos e informados. Damos este apoio porque reconhecemos o valor importantíssimo que as instituições têm no desenvolvimento destas respostas”, disse Ana Clara Birrento.

A vereadora Maria Clara Silva encerrou os trabalhos sublinhando que “só através do conhecimento e da partilha é possível encontrar respostas para os seniores, institucionalizando cada vez mais tarde e quando isso for necessário, ter soluções que satisfaçam as suas necessidades e as das suas famílias”.

“É necessário encontrar uma solução diferenciada para cada população sénior” mencionou a edil, referindo-se aos projectos municipais como os Ateliers Seniores (Montijo), a Universidade Sénior e às Academias Seniores de Pegões e Alto Estanqueiro Jardia do Projecto Junto de Si, acrescentando que o sucesso dos mesmos “são resultado de uma reciprocidade e afetos entre alunos e técnicos que permite que estes projetos tenham a vitalidade e contem com a alegria dos seus participantes”.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *