Desporto, S. João da Madeira

Campeões de futebol, hóquei e natação falam sobre os segredos do sucesso em S. João da Madeira

Licínio Santos  com antigos colegas de equipa homenageados pela CâmaraUma nadadora olímpica, Ana Rodrigues. Um campeão europeu de futebol de clubes, António Sousa. Um vencedor da Taça das Taças em hóquei em patins, Licínio Santos. Três grandes sucessos protagonizados por três atletas que fazem parte da história desportiva de S. João da Madeira desde a sua elevação a cidade, em 1984.

Ana Rodrigues, António Sousa e Licínio Santos participam na próxima conferência do ciclo Industrial – Uma cidade em 30 anos, em cuja programação não poderia faltar o tema do Desporto, ou não fosse essa uma paixão de sempre dos Sanjoanenses.

A moderar o encontro estará Arménio Alberto, que a maioria conhecerá por Adé, desde os tempos em que jogou na 1.ª divisão do futebol nacional com as cores do principal clube de S. João da Madeira: a Associação Desportiva Sanjoanense (ADS).

Com o título “Quais são os segredos do sucesso?”, a conferência está marcada para esta sexta-feira (3 de outubro), às 21h30, nos Paços da Cultura de S. João da Madeira. A sessão, com entrada livre, inclui um período destinado à intervenção do público.

 

Refletir sobre a história de olhos no futuro

S. João da Madeira está a assinalar, ao longo de 2014, o 30.º aniversário da sua elevação a cidade, que se concretizou a 16 de Maio de 1984. No âmbito das comemorações destes 30 anos, o Presidente da Câmara Municipal, Ricardo Oliveira Figueiredo, convidou o jornalista sanjoanense Amílcar Correia a comissariar um evento evocativo da efeméride, que refletisse sobre a história de S. João da Madeira – em especial das últimas três décadas – e “abrisse janelas sobre o futuro da cidade”.

Daqui resultou o ciclo “Industrial”, título que remete para o facto de a afirmação de S. João da Madeira ser, como frisa Amílcar Correia, indissociável da sua industrialização: “Não há, porventura, outra cidade no país que possa reivindicar para si esse estatuto de cidade industrial”. Com este evento “pretende-se que a cidade fale sobre si mesma, seja com o olhar de quem a vive por dentro seja com o contributo de quem nela nasceu ou viveu e agora a perceciona de fora”, explica o comissário.

“Como é que a indústria resiste à Crise?” e “Qual o papel do design nas estratégias de sucesso das empresas?” foram os temas das duas primeiras conferências, num programa que já incluiu a inauguração de uma exposição de pintura de José Emídio, patente (até 5 de novembro), na galeria dos Paços da Cultura de S. João da Madeira.

Depois da sessão desta sexta-feira (3 de outubro), seguir-se-á a inauguração de outra exposição – “Marcas de Memória” –, já no dia 11 de Outubro, data em que se realiza também o concerto das bandas Sensible Soccers e Prana, na Casa da Criatividade.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *