Economia, Sociedade

AutoClássico enche EXPONOR com centenas de pérolas sobre rodas

ALFA ROMEO 33.2 STRADALEÉ o maior de Portugal, um dos mais significativos eventos do género da Península Ibérica e está prestes a cumprir uma dúzia de “voltas” consecutivas na EXPONOR – Feira Internacional do Porto, em Matosinhos. De 3 a 5 de outubro próximo, o AutoClássico – Salão Internacional do Automóvel e Motociclo Clássico e de Época enche 30 mil metros quadrados com cerca de 300 expositores (de diferentes nacionalidades), e decora cinco pavilhões e galerias adjacentes com centenas de “pérolas sobre rodas”.

Aquele que chegou a ser o Mustang de um dos melhores futebolistas de todos os tempos, Eusébio, será apenas um entre muitos, que, no caso em apreço, servirá para distinguir os 50 anos do desportivo musculado produzido pela Ford Motor Company (apresentado ao público em 1964, na Feira de Nova Iorque). Alguns dos modelos que fizeram história estarão em exposição durante três dias.

Mas são várias as efemérides que a organização do certame, a Eventos del Motor, assinalará a preceito. Uma delas celebra os 80 anos sobre o lançamento de uma das referências do mundo automóvel: o Traction, a famosa “Arrastadeira” de tração dianteira, que André Citroën lançou em maio de 1934. A data merecerá cuidados especiais no stand da Filinto Mota, que, curiosamente, vive igualmente os seus 80 anos de existência!

O charme do design italiano é igualmente evocado, e ele surgirá desta feita através do popular Fiat 850, que festeja meio século. No espaço do Fiat Clássicos Clube de Portugal (Pavilhão 3) estarão expostos várias versões deste carismático modelo, ainda hoje muito visto tanto em Portugal como em Espanha, na sua versão Seat.

Mas o AutoClássico não se fica por aqui. Com a colaboração do Maia MG Clube e da empresa Robalo & Macedo, o Salão não deixará passar em claro os 90 anos da inglesa MG (Morris Garage), que produziu versões desportivas até 2005. No stand, localizado no Pavilhão 2 da EXPONOR, será possível apreciar diferentes versões desta emblemática marca.

E que melhor emblema traduzirá o luxo sobre rodas que a afamada Rolls Royce? Cumpre-se 110 anos desde que, em 1904, Charles de Rolls e Henry Royce firmaram, no Midland Hotel (Manchester), a parceria da insígnia que é, ainda hoje em dia, uma das mais conceituadas do mundo. A feira far-lhe-á a devida vénia, com uma exposição evocativa.

Markku Alén de regresso a um Motorshow mais espetacular

Depois dos 30 mil visitantes do ano transacto, a EXPONOR apronta-se para mais uma enchente, que ultrapassa fronteiras (são muitos os espanhóis que acorrem ao acontecimento) e dinamiza um setor importante da economia portuguesa.

Para além dos negócios em torno das viaturas, é extenso o rol de peças e acessórios (alguns muito difíceis de encontrar se não aqui) disponíveis, incluindo serviços especializados e a “obrigatória” memorabilia automóvel.

Mas, enquanto marco incontornável para todos os aficionados dos veículos de época, o AutoClássico ficaria “coxo” sem uma das suas atrações lúdico-desportivas maiores: o Motorshow. No ano passado foram cerca de 50 os pilotos em prova, a lutar contra o cronómetro, e, daqui a uma semana, a 12.ª edição estreia um circuito «totalmente renovado e ainda mais dinâmico e espetacular», segundo José Enrique Elvira, diretor-geral da Eventos del Motor.

O evento ocupará os pavilhões 4 e 5 da EXPONOR (onde também estará localizado o Paddock), assim como uma ampla zona exterior, situada nas traseiras de ambos os pavilhões. O elenco de pilotos voltará a estar recheado, em quantidade e qualidade. Markku Alén está de regresso e muitos anseiam para ver o que os seus 63 anos conseguem fazer ao volante do Mitsubishi Evo X…

A luta pelo troféu “Piloto Motorshow”, já conseguido por Valter Gomes (2006), Ricardo Teodósio (2007/10/11), Armindo Araújo (2008), Bernardo Sousa (2009), Adruzilo Lopes (2012) e Pedro Leal (2013), contará este ano com as prestações de Pedro Leal, João Barros (Ford Fiesta R5), Joaquim Santos (Ford Focus RS), Miguel Barbosa (Mitsubishi Evo X), Ivo Nogueira (Subaru Impreza) e Joaquim Bernardes (VW), entre outros.

Fiel ao seu compromisso de oferecer um programa variado de atividades, o certame transformará a Feira Internacional do Porto no ponto de partida e chegada do Rally Targa Clube AutoClássico, prova de regularidade histórica incluída no Troféu ACCAN/Jorge Spratley, que terá lugar no dia 4 (sábado).

O fim de semana acolhe, aliás, variadíssimas concentrações de veículos clássicos (como as que têm previsto organizar os clubes Fiat, Porsche, BMW M, Mini, entre outros) e coloca a EXPONOR como princípio e desenlace do XIII Passeio de Clássicos Citroën, numa  iniciativa do Grupo Filinto Mota.

A “pequenada” (e os nem por isso…) não foi esquecida pela Organização: têm pistas de “slot” montadas pela empresa Stop and Go (Pavilhão 3) e vários simuladores de condução espalhados pelo evento.

Em face da multiplicidade e qualidade das iniciativas em agenda, a Eventos del Motor considera que, não obstante a atual difícil situação económica, o custo das entradas (10 euros) é um preço em conta.

Horários do AutoClássico Porto 2014:

Dia 3, sexta-feira: das 15:00 às 21:00;

Dia 4, sábado: das 10:00 às 21:00;

Dia 5, domingo: das 10:00 às 20:00.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *