Santa Maria da Feira, Sociedade, Turismo

BizFeira internacionaliza vinho licoroso que é já uma marca de Santa Maria da Feira

Chamoa_licorFoi através do projeto de promoção e internacionalização de empresas e negócios de Santa Maria da Feira – BizFeira – que o vinho licoroso aromatizado com frutos silvestres Chamoa conquistou os primeiros mercados internacionais. A bebida oficial da Viagem Medieval, lançada em agosto de 2013, já está presente em Espanha e prepara-se para entrar em França, na Suíça e no Luxemburgo.

Para além de um espaço virtual de negócios ativo e colaborativo onde empresas e pessoas de todo o mundo constituem uma rede de oportunidades de negócio (www.bizfeira.com), o projeto BizFeira promove regularmente encontros empresariais e de negócios, em Portugal e no estrangeiro, onde a Câmara Municipal de Santa Maria da Feira assume o papel de facilitador no estabelecimento de parcerias estratégicas que envolvam empresários locais.

Foi nestes encontros que Miguel Bernardes, empresário feirense ligado à restauração, que liderou o processo de criação e produção da Chamoa, promoveu esta bebida, já considerada uma marca Santa Maria da Feira, junto de empresários estrangeiros ou luso-descendentes que visitaram o território em negócios. Neste momento, a Chamoa já está presente no Mercado de San Miguel, em Madrid, e brevemente será comercializada em espaços comerciais de França, Suíça e Luxemburgo.

Miguel Bernandes vê inúmeras potencialidades no projeto BizFeira e não desperdiça as oportunidades proporcionadas pelo Município para promover os produtos de qualidade, característicos do território, nos mercados nacionais e internacionais. Desde a primeira hora que os seus negócios se encontram registados na plataforma eletrónica BizFeira, que coloca em rede centenas de empresários de todo o mundo. Bernardes criou ainda uma loja on-line (www.chamoa.pt) para comercializar e divulgar a Chamoa pelo Mundo e abriu uma tasting shop no mercado municipal de Santa Maria da Feira.

O licor Chamoa é servido em pequenas porções (copinhos) e obedece a rituais muito próprios, associados ao histórico amor de Afonso Henriques e Châmoa Gomes, selado com um beijo no final da bebida. Para Espanha já seguiram as primeiras quatro mil porções, que estão a ser comercializadas no Café Del Arte, no Mercado San Miguel, em Madrid, e já existem acordos de distribuição com empresários franceses e luxemburgueses.

Para este segundo ano de vendas, que arrancou no início de agosto, durante a Viagem Medieval em Terra de Santa Maria, Miguel Bernardes estima um volume de vendas de 20 mil porções de licor para cliente final e 100 mil porções para agentes. O produto, comercializado em 15 estabelecimentos do centro histórico da cidade e na Loja Interativa de Turismo no Aeroporto do Porto, também já despertou o interesse de unidades hoteleiras de Lisboa e do Algarve.

Os resultados, diretos e indiretos, do projeto BizFeira deixam o presidente da Câmara de Santa Maria da Feira visivelmente satisfeito. “Sou um acérrimo defensor dos empresários. É através do seu arrojo, da sua capacidade de assumir riscos, de inovar e de desenvolver ideias que se cria riqueza e se promove o emprego. Por isso, as nossas políticas municipais de incentivo privilegiam os investidores, os empresários e os empreendedores”, enfatiza Emídio Sousa.

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *