Óbidos

Secretária de Estado Teresa Morais visita Centro Social do Olho Marinho em Óbidos

CMO_7D_20140805_0083810A Secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares e da Igualdade, Teresa Morais, visitou no dia 5 de agosto, o Centro Social e Cultural para o Desenvolvimento do Olho Marinho. A acompanhar, esteve presente também a Diretora Regional da Segurança Social de Leiria, Maria do Céu Mendes, o Presidente da Câmara Municipal de Óbidos, Humberto Marques e o Presidente da Junta de Freguesia do Olho Marinho, Hélder Mesquita, para além dos responsáveis e colaboradores do Centro Social.

A visita teve como objetivo conhecer o Centro Social como equipamento de apoio, como também conhecer a realidade e as necessidades da comunidade ao nível social. O Centro Social tem atualmente cerca de 120 utentes, a maior parte idosos, que usufruem do Centro de Dia, do Programa Melhor Idade e do Apoio Domiciliário Integrado, sendo que um quarto deste total são crianças pertencem à creche. De acordo com a Secretária de Estado, “este é um reflexo da estrutura etária da população, com uma tendência cada vez maior para o envelhecimento da população e para uma diminuição da natalidade”. Como solução a médio e longo prazo, Teresa Morais afirma “É necessário adaptar os equipamentos às necessidades das famílias e torná-los flexíveis, de forma a que se permitir libertar mais as futuras mães, permitindo no entanto uma conciliação entre a vida social, o trabalho e a família.”

O autarca, Humberto Marques, fez conhecer as necessidades de apoio social do concelho, nomeadamente da terceira idade, “através da sua presença (Secretária de Estado) pedimos que o Governo nos apoie na aquisição de respostas para os pedidos e as necessidades que temos, nomeadamente de infraestruturas que permitam acolher com dignidade a população idosa mais solitária ou que necessite de um maior nível de apoio e cuidados”. Este pedido de apoio justifica-se tendo em conta o número crescente de pedidos de adesão aos Centros de Dia e Apoio Domiciliário Integrado, cuja capacidade de resposta se encontra no limite, lembrando que “ dois terços da população tem mais de 65 anos de idade e temos apenas uma oferta de camas que ronda os 10% das necessidades, sendo efetivamente necessário a disponibilização de equipamentos”.

Teresa Morais respondeu, garantindo ser mensageira destes pedidos e chamando a atenção para o novo quadro comunitário, que “apesar de privilegiar a criação de emprego e a internacionalização, deixando de lado a construção de infraestruturas, tem também uma componente de apoio à inclusão social, havendo assim margem para apoiar instituições sociais que combatam com a sua atividade a exclusão e a pobreza.”

A Diretora Regional da Segurança Social, Maria do Céu Mendes, para além de reforçar o apoio existente em casos de emergência, tendo a segurança social condições de acolher temporariamente pessoas em risco, afirmou que já teria reunido com os responsáveis pelo projeto anteriormente apresentado pela Junta de Freguesia do Olho Marinho de um novo espaço de acolhimento e reiterando a disponibilidade para a elaboração de protocolos “…têm o nosso total apoio técnico”.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *