Cultura, Sociedade, Vagos

Foral de Vagos – 500 anos da Outorga

20140716 500Vagos a3 PREVIEW-page-001Depois do êxito das comemorações dos 500 anos da Outorga do Foral Manuelino de Soza, que decorreu nos dias 28 e 29 de junho, em Soza, será, agora, a vez de comemorar os 500 anos da Outorga do Foral Manuelino de Vagos que decorre nos dias 16 e 17 de agosto, no Largo do Município.

 

Uma das expressões mais interessantes da época que se pretende recriar são as feiras, pois assumiam-se como espaço de negócio mas também de lazer, encontro e convívio das comunidades, pelo que atraiam inúmeras pessoas.

 

Nestes dois dias, vão ser recriadas algumas das vivências da época, pelo que a Câmara Municipal de Vagos está a trabalhar com a comunidade local e outros agentes culturais com experiência neste tipo de eventos, na organização de um mercado quinhentista, com artesãos, mercadores e místicos, que vão apresentar-se com produtos, materiais e conhecimentos representativos da época medieval. Associações e coletividades locais dinamizarão uma área de degustação de ementas e produtos gastronómicos típicos deste tipo de eventos e os mais pequenos poderão ficar a conhecer e divertir-se com os jogos e brincadeiras da época.

 

O momento alto desta comemoração será a recriação histórica da outorga do Foral de Vagos, que está ser preparada em articulação com o Fantástico – Grupo de Teatro e que terá lugar no domingo, dia 17 de agosto.

 

Para além da comemoração e da valorização de um acontecimento histórico único, para a comunidade de Vagos e para o Município de Vagos, a Câmara Municipal pretende que este evento seja um grande momento de envolvimento da comunidade e uma oportunidade de enriquecimento das associações locais, através do contacto e troca de experiências e saberes com outros agentes culturais e dos seus munícipes, facultando a possibilidade de participarem em ações de formação nas áreas da música, da dança ou da representação, por exemplo, assumindo papel preponderante na dinâmica das atividades do programa das comemorações.

 

 

 

 

 

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *