Castro Marim, Cultura

Concerto da Orquestra Clássica do Sul no Revelim de Santo António em Castro Marim

OCS (4)No próximo dia 5 de julho, pelas 22h00, o Revelim de Santo António será palco do concerto da Orquestra Clássica do Sul (OCS), herdeira do percurso de sucesso da Orquestra do Algarve.

 

Neste concerto, e no cenário de imensa riqueza paisagística que o Revelim de Santo António proporciona, o público poderá assistir à interpretação de peças musicais de grandes compositores clássicos, como a a “Sinfonia Nº 5” de Franz Schubert ou a “Suite Checa” de Antonin Dvorák.

 

Criada em setembro de 2013, com o objetivo de consolidar a sua implementação nas regiões algarvia e andaluza, de Espanha, e alargar a sua atividade às regiões do Alentejo e Península de Setúbal, a OCS é composta por 31 músicos, selecionados em concurso público internacional, e realiza concertos de música de câmara, ópera e Concertos Promenade (destinados às famílias), mas também concertos ligados a outras expressões artísticas como o jazz, o fado ou a dança. O objetivo é promover a música erudita e a cultura, consolidar a relação com o público e alcançar novos públicos.

 

A OCS é dirigida pelo maestro Cesário Costa, reconhecido em Portugal como um dos mais ativos maestros da sua geração. Com um curso superior de Piano (em Paris) e mestrado em Direção de Orquestra (Alemanha), Cesário Costa venceu o III Concurso Internacional Fundação Oriente para Jovens Chefes de Orquestra. O seu reportório, onde constam obras de compositores portugueses, apresentado na Europa, Ásia, Cabo Verde e América, vai do barroco ao contemporâneo. Paralelamente à atividade de maestro e de programador musical, tem sido professor em diversas escolas e na Universidade Católica Portuguesa. Foi Diretor Artístico e Maestro Titular da Orquestra do Algarve e posteriormente presidente da Metropolitana e Diretor Artístico da Orquestra Metropolitana de Lisboa. Atualmente, além Diretor Artístico e Maestro Titular da Orquestra Clássica do Sul é ainda Maestro Titular da OrchestrUtópica.

Artigo AnteriorPróximo Artigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *